RIAT 2019- Foto: RIAT

A organização dos Airshows ingleses Farnborough e a Royal International Air Tattoo (RIAT), anunciaram na sexta-feira dia (20) o cancelamento dos eventos devido às preocupações com a pandemia do Covid-19. Os dois eventos aconteceriam no mês de julho, no Reino Unido.

 

Em nota publicada pelo site Flight Global, o organizador da Farnbourough, disse:

“Após uma análise cuidadosa, o impacto sem precedentes da pandemia global de coronavírus forçou essa decisão no interesse da saúde e segurança de nossos expositores, visitantes, contratados e funcionários”, diz o organizador do evento.

Farnborough 2018- Foto: Farnborough International

O evento aconteceria entre os dias 20 a 24 de julho, em Hampshire. “Entendemos que essas notícias serão uma decepção incrível para toda a indústria aeroespacial internacional, sem mencionar nossos importantes expositores, fornecedores e visitantes”, diz o Farnborough International. “Mas tenha certeza, estamos determinados a continuar trabalhando juntos e garantiremos que o Farnborough International Airshow retorne em 2022 melhor do que nunca”, finaliza o organizador.

Já a Royal Internacional Air Tattoo (RIAT), aconteceria entre os dias 17 a 19 de julho na famosa base aérea da RAF Fairford, em Gloucestershire. 

Segue a nota do RIAT 2020 publicada no site oficial:

“É com imenso arrependimento e intensa frustração que tenho que anunciar o cancelamento do RIAT20. Essa decisão não foi tomada de ânimo leve e uma quantidade significativa de trabalho está por trás desse curso de ação. A crescente crise do COVID-19, que está piorando a cada dia, e cujas implicações estão se tornando mais profundas, levou a RAFCTE a concluir que o curso de ação mais prudente é suspender qualquer planejamento adicional para realizar esse evento maciço.


“Dependemos do apoio internacional para fazer da RIAT o sucesso que é; a garantia de que esse suporte proporcione um show aéreo viável está agora em dúvida suficiente de que prosseguir seria irresponsável. De fato, no ano passado, o RIAT foi apoiado por 245 aeronaves de 25 nações; agora, todos eles relataram casos de COVID-19 e estão impondo restrições nacionais. Os chefes de serviço e a indústria de todo o mundo são um elemento-chave das oportunidades de envolvimento que o RIAT oferece e as restrições internacionais terão claramente um impacto sobre essa participação. Também dependemos do apoio da RAF para fornecer elementos essenciais do show; esse suporte não pode mais ser razoavelmente garantido”.

O planejamento é que a RIAT volte em 2021 para comorar o aniversário de 50 anos da Air Tattoo. Esse evento que tem um grande foco na aviação militar reúne as maiores novidades do setor aeronáutico bélico, além, é claro, de proporcionar ao público presente incríveis demonstrações aéreas.

Da mesma forma que aconteceu com eventos aéreos nos EUA, Canadá e Chile, as medidas de cancelamento ou adiamento são em virtude ao patógeno Coronavírus que dissemina muito mais facilmente quando há aglomerações de pessoas, o que nitidamente acontece nestes grandes eventos.

 

DEIXE UMA RESPOSTA