O FBI (Federal Bureau of Investigation) assumiu as investigações da queda do Q400 da Horizon Air, no último dia 10 de agosto. A aeronave foi roubada por um funcionário da companhia aérea, e após a perseguição por um caça F-15 além da realização de manobras com a aeronave, a mesma caiu na região de condado de Pierce, no estado de Washington.

Agentes do FBI já iniciaram a investigação para tentar saber o que levou um homem de 29 a roubar uma aeronave, segundo a companhia aérea, o funcionário não tinha licença para pilotar. As autoridades não acreditam que tenha mais uma vítima no acidente.

Ainda de acordo com informações passadas pela Horizon, que é uma subsidiária regional do Alaska Air Group, e pelos agentes do FBI, a aeronave foi retirada de uma área de manutenção da empresa.

O Conselho Nacional de Segurança nos Transportes dos EUA está ajudando o FBI e examinará os gravadores de voz e dados do Bombardier Q400.

Após o acidente, vários vídeos circularam na internet de pessoas em solo filmando o Q400, alguns vídeos mostram a aeronave realizando manobras e sendo perseguida por caças F-15.

Informações que na conversa com o controle o sujeito que roubou a aeronave disse aos controladores de tráfego aéreo que ele era um “cara falido”, mas também brincou sobre se a companhia aérea o contrataria como piloto se ele pousasse em segurança. Ele se recusou a pousar, depois de várias tentativas dos controladores de voo em comunicação com o rádio.

Durante o rádio o funcionário demonstrou preocupação com o combustível da aeronave, e também disse que aprendeu a voar em um “simulador”. Ele chegou até a pedir ajuda sobre o sistema de pressurização da aeronave.

 

Vídeo por: Tony’s – 24/7 Eyes

  Fonte: Flight Global e Arquivos Aeroflap