Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

A Real Força Aérea Australiana (RAAF) realizou recentemente um “Elefant Walk” com cinco aeronaves KC-30A (MRTT), aviões do tipo tanque, para testar a disponibilidade imediata das aeronaves para uma situação de conflito.

“Elefant Walk” é é um termo de aviação que remonta à Segunda Guerra Mundial, quando formações em massa de bombardeiros taxiavam juntos até a pista para decolar, muitas vezes em “em bando”.

Devido ao tamanho dos aviões, a fila de aviões chegou a ocupar 500 metros da taxiway da base aérea de Amberley.

Após o exercício em solo, quatro aeronaves decolaram de Amberley em missões separadas, porém ao mesmo tempo, incluindo treinamento de reabastecimento aéreo, desenvolvimento de testes de voo e tarefas de transporte aéreo para apoiar bombeiros voluntários no combate a incêndios florestais em Nova Gales do Sul.

O “Elefant Walk” também treina a equipe da Força Aérea para disponibilizar imediatamente o maior número de aeronaves possíveis em um mesmo Esquadrão, e até mesmo de modelos diferentes e esquadrões diferentes.

A 33º Esquadrão possui uma frota de sete aviões KC-30A no total, e cinco participaram desse exercício em solo, e destes, mais quatro aviões no ar.

Das duas aeronaves restantes do esquadrão, uma voou em uma missão na região do Oriente Médio para a Operação Quiabo, e a outra estava em manutenção programada.

“O lançamento de cinco aeronaves KC-30A demonstra a capacidade de transportar simultaneamente mais de mil passageiros ou transportar combustível para mais de 40 caças F-18 Hornet”, disse o GPCAPT Pesce.

“Como alternativa, cinco aeronaves podem se posicionar a 1800 quilômetros da base e descarregar 250 toneladas de combustível para os aviões receptores em quatro horas.”

DEIXE UMA RESPOSTA