Eurofighter
Eurofighter Typhoon. (Imagem ilustrativa)

A Força Aérea Italiana substituiu os caças AMX que se encontravam na base de Ahmed Al Jaber, no Kuwait, por caças Eurofighter Typhoon para apoiar a campanha multinacional contra o Daesh no Iraque e na Síria, que faz parte da “Prima Parthica”, como a operação das Forças Armadas italianas.

Os AMX estão operando na base desde 2016 cumprindo missões de reconhecimento, ataque ao solo (quando necessário), inteligência dentre outras. Os Eurofighter manterão tais atividades que eram realizadas com o AMX.

Dois caças AMX italianos se aproxima de um reabastecedor KC-10 da USAR para fazer o REVO- Foto:U.S. Air Force by Staff Sgt. Trevor T. McBride

“A superioridade aérea continua sendo nossa principal missão”, disse o coronel Enrico Pederzolli, então comandante do 4 ° Stormo (Wing), em uma entrevista exclusiva.

“No entanto, no ano passado, usando as versões de software que incorporam um potencial significativo de ar para superfície, começamos a voar em missões Swing Role com o objetivo de obter uma capacidade limitada de ar-solo”, completa.

O emprego dos Typhoons italianos nesta missão reforça as capacidades de munti-função do caça europeu que faz frente a outros caças da geração 4++. Dentre as missões se destaca as missões ISR. Na parte inferior do caça vai um o pod de reconhecimento Rafael Reccelite, o Reclélite é uma cápsula eletro-óptica Diurna / Noturna capaz de fornecer coleta de imagens em tempo real.

DEIXE UMA RESPOSTA