FR24 destaca o Brasil entre os líderes na retomada da aviação entre vários países

Em uma publicação do Blog do FlightRadar24, que falava sobre a retomada do Boeing 737 MAX da GOL aos voos comerciais (Clique Aqui para conferir), o portal conhecido pelo rastreamento de voos divulgou mais informações sobre a boa retomada da aviação doméstica do Brasil.

De acordo com o FR24, em outubro e novembro deste ano os aeroportos brasileiros registraram 73530 voos no total, fora aqueles que não são rastreáveis por ADS-B ou MLAT.

No mesmo período de 2019 foram 126945 voos operados pelos mesmos aeroportos, significando uma queda total de 42% no número de voos.

Apesar de ter um entrave, e a ANAC divulgar que outubro não foi um mês de retomada tão acelerada como os anteriores, o dado já apresenta uma boa recuperação comparando com a queda de 92% dos voos, obtida em abril deste ano.

E o tráfego doméstico no Brasil tem se saído muito melhor do que voos internacionais, como tem acontecido na maioria dos outros países. Com a vantagem, o Brasil tem aproximadamente 220 milhões de habitantes, e mais de 5500 cidades para visitar, vantagens que outros países podem não ter.

Por esse motivo o dado de queda em 42% do tráfego pode estar mascarado por uma menor presença dos voos internacionais, enquanto no doméstico a demanda continua crescente.

Gráfico do FlightRadar 24 compara a retomada de voos das companhias brasileiras em 2020, a partir de julho, em comparação com a operação no mesmo período de 2019.

De acordo com os dados do FR24, em novembro a Azul liderou na quantidade de voos, operando com 77% do número de decolagens em comparação com o mesmo período de 2019, já a GOL operou 53,2% dos seus voos e a LATAM cerca de 48%.


Aqui vale ressaltar que, apesar do maior número de decolagens, a frota da Azul é a menos padronizada, contando com aviões menores em comparação com a GOL e a LATAM, como os aviões fabricados pela Embraer, ATR e Cessna. Por este motivo você pode encontrar uma maior quantidade de passageiros na GOL e na LATAM, como o apontado pela ANAC nos últimos meses.

Frota da Azul tem uma grande variedade de aeronaves. Foto: Gisele Orquídea/Aeroflap

Considerando somente a quantidade de voos, o Brasil pode estar entre os líderes na retomada da aviação no ocidente, enquanto outras companhias da China registram um grande avanço no mercado doméstico de aviação.

Em conversas do Portal Aeroflap com os executivos da Azul e GOL nesses primeiros dias de dezembro, John Rodgerson e Paulo Kakinoff, respectivamente, é possível ver essa concentração maior das aéreas brasileiras no mercado doméstico nessa retomada, visto que a demanda no mercado internacional está bastante imprevisível e afetada pelo controle das fronteiras.

Em dezembro de 2020, por exemplo, a Azul planeja operar com 85% da malha que operou em dezembro de 2019. Boa parte desses voos são no próprio mercado doméstico, onde a companhia explora até mesmo destinos turísticos onde nunca operou anteriormente.

Paulo Kakinoff, por sua vez, afirmou em entrevista ao Portal Aeroflap (Clique Aqui para assistir) que há uma maior demanda no mercado de voos turísticos, um pouco superior até em comparação com o mesmo período de 2019, enquanto o mercado coorporativo registra queda na demanda. Por este motivo, a GOL espera operar com 75 a 80% da sua malha “normal” em dezembro.

 

DEIXE UMA RESPOSTA