O fundador da companhia aérea argentina FlyBondi, Julian Cook, recentemente declarou que “está desanimado com o futuro da aviação na Argentina”, de acordo com ele, após o retorno dos Peronistas ao governo do país.

Ele é conhecido como o fundador da FlyBondi, e até dezembro de 2018 exerceu o cargo de CEO, quando ficou somente no conselho de administração da empresa, até renunciar nesta semana. O atual CEO da FlyBondi é Sebastián Pereira.

Julian Cook vendeu boa parte das suas ações na FlyBondi ao longo dos últimos meses para grupos de capital, e nesta semana declarou que estava mudando para o Reino Unido, e abandonando de vez a Argentina.

Chateado com o posicionamento do governo, Julian Cook declarou em um grupo de Whatsapp:

“Decidi me mudar de Londres para cá em 2016 e arrecadei US$ 75 milhões para lançar o Flybondi. Hoje transportamos dois milhões de passageiros, 400000 viajaram pela primeira vez em suas vidas de avião. A estrada era difícil, com uma taxa de câmbio que passava de 16 para 60, levando em conta que temos 70% de nossos custos em dólares”.

“Infelizmente, o governo de MM [Mauricio Macri] ficou no meio do caminho de muitas maneiras, não fez uma reestruturação da Aerolineas Argentinas, que teve uma perda de US$ 680 milhões em 2018. Uma pena, quando o país tem 30% de pobreza. Hoje não sei como a Flybondi continuará com esse governo. Já deixei minha posição de CEO e volto a Londres em dezembro.”

“Desejo a todos o melhor, amo a Argentina e espero que um dia saia do peronismo, um câncer que destrói o país pouco a pouco por [décadas]. Abraço a todos, Julian Cook.”


Já a FlyBondi, através de sua administração atual, rebateu as palavras de Julian Cook algumas horas após a publicação no periódico argentino La Nacion. A companhia solicitou a renúncia de Cook do conselho da empresa, algo que foi aceito pelo fundador.

“Cook deixou as funções de CEO da Flybondi em dezembro de 2018, informação que foi oportunamente comunicadas pela empresa. A partir de então e durante meses, ocupou uma posição como membro do Conselho de Administração da empresa, mas sem afetar a gestão da empresa aérea, posição a qual acaba de renunciar. Assim é importante informar que as opiniões de Julian Cook são de caráter pessoal e não refletem os interesses da empresa.”

O atual grupo acionista da FlyBondi, Cartesian Capital Group, lamentou através do seu sócio-gerente a posição de Julian Cook, e disse “que vai fazer o melhor para os passageiros, oferecendo passagens aérea convenientes e acessíveis para todos.”

DEIXE UMA RESPOSTA