Boeing 777-300ER GECAS Cargo
Foto: Yochai Mossi/Via Instagram

O primeiro Boeing 777-300ER convertido para cargueiro está avançando na sua fase de desenvolvimento. A GECAS, que trabalha em conjunto com a IAI na conversão, revelou hoje (13) mais fotos da nova aeronave.

O projeto está adiantado em seis meses, de acordo com a GECAS, e já passou pelo estágio de Revisão Crítica do Projeto (CDR) e Congelamento do Projeto.

Desde a entrega, em junho de 2020, os testes de solo e de voo foram concluídos enquanto o protótipo da aeronave viajava entre Tel Aviv e os Estados Unidos. A aeronave já retornou a Tel Aviv para entrar em sua fase de preparação de pré-conversão.

Nesta preparação a IAI vai trabalhar intensamente em várias modificações. Confira abaixo:

  • Instalação de uma porta de carga na parte superior;
  • Reforço do piso da aeronave para a operação cargueira;
  • Espaço para tripulantes perto do cockpit;
  • Remoção dos acabamentos internos;
  • Reforço nas janelas e na fuselagem;
  • Barreira rígida entre o compartimento de tripulantes e de carga;
  • Piso com sistema para facilitar a manipulação de cargas.

Depois das modificações, o 777-300ERSF segue para a realização de voos e testes em solo, com intenção de obter até 2022 o Certificado de Tipo Suplementar (STC).

E nesta próxima quinta-feira (15) a aeronave deverá cumprir um voo especial, participando da comemoração do 73º ano de Independência de Israel.

Ainda sem a conversão total para carga, a aeronave voará em formação com dois aviões Gulfstream G280 modificados, e um Boeing 767 convertido para cargueiro. Todos realizadas as operações na IAI, uma importante empresa israelense no setor aeronáutico, espacial e de defesa.

Nas fotos podemos conferir um pouco da origem da aeronave. As janelinhas ainda estão na fuselagem, visto que o avião é convertido, mas uma porta de carga será adicionada ao lado da primeira porta de passageiros do lado esquerdo do 777-300ERSF.

A aeronave de matrícula OE-IHW já operou na Emirates e participará de todos os testes.

É possível apontar que a capacidade salta de aproximadamente 151 m³ para 201 m³, em comparação com o 777F, enquanto o payload cresce de 102000 kg para aproximadamente 128000 kg a bordo, semelhante ao Boeing 747-400F.

Conforme anunciado em outubro de 2020, a Kalitta Air, que oferece serviços regulares e sob demanda de fretamento de cargueiros há vinte anos, é a operadora de lançamento do Big Twin.