MQ-1C Grey Eagle Extended Range. Foto: General Atomics

General Atomics Aeronautical Systems (GA-ASI) realizou a demonstração de um drone de vigilância MQ-1C Gray Eagle ER (Extended Range) controlado por um meio de um tablet nas mãos de um militar em solo. 

A demonstração bem-sucedida foi realizada em 23 de abril na Área de Testes de Yumi, no Arizona. Um JTAC (Joint Terminal Attack Controller) – militar treinado para solicitar e conduzir voos de suporte aéreo perto de tropas em solo – conseguiu controlar as câmeras eletro-ópticas e infravermelho do drone.

Usando um tablet com um aplicativo Android Team Awareness Kit (ATAK) e um rádio TrellisWare TW-950 TSM Shadow Radio, o JTAC conseguiu receber imagens em tempo real do drone e pode chamar suporte aéreo e de artilharia. O programa foi totalmente financiado pela própria General Atomics. 

O rádio e o tablet usados na demonstração com o MQ-1C. Foto: GA-ASI.

“A GA-ASI continua comprometida com o avanço da tecnologia que fornece o máximo de consciência situacional e letalidade para o combatente”, disse o presidente da GA-ASI, David R. Alexander. “O uso do tablet ATAK pelo JTAC, em conjunto com o Gray Eagle ER, permite uma rápida consciência situacional e engajamentos, o que atende a uma das principais prioridades do Exército.”

A fabricante dos EUA afirma que a nova tecnologia melhorou a eficiência, reduziu a latência e reduziu o risco de danos colaterais e de erros man-in-the-loop, além de também aumentar a velocidade da pontaria no alvo. 

O MQ-1C é amplamente utilizado pelo Exército dos EUA.