GOL Boeing 737 MAX Aeroporto

A GOL Linhas Aéreas anunciou hoje (03/08) a aceleração da transformação de sua frota com a assinatura de acordos para aquisição de 28 aeronaves adicionais Boeing 737 MAX 8, que devem reduzir em 8% os custos unitários da companhia em 2022.

As 28 aeronaves Boeing 737 MAX 8 substituirão 23 aviões 737-800 NG até o final de 2022. A GOL opera atualmente 12 aeronaves 737 MAX e devolveu 18 aeronaves B737 NG nos últimos 18 meses.

Como resultado dos novos acordos, a GOL encerrará 2021 com 28 aeronaves 737 MAX 8 (22% da frota total), e até o final de 2022 deverá contar com 44 aeronaves 737 MAX (32% da frota total).

Com os atuais compromissos de compra do 737 MAX, a GOL cumprirá seu objetivo de ter uma frota 75% composta por modelos MAX até 2030.

Ao todo, a companhia tem 135 encomendas para aviões do modelo 737 MAX, incluindo até mesmo pedidos para o MAX 10, que tem capacidade para até 230 passageiros.

 

Ganhos de Capital e Caixa da GOL

Boeing 737 MAX GOL PR-XMF

Juntamente com a redução do custo unitário (CASK), esses acordos para 28 aeronaves devem gerar aproximadamente US$200 milhões em ganhos de capital e caixa para a GOL.

Como referência ao final do ciclo de seu primeiro pedido de 737, que começou em 2005 e terminou em 2020, a GOL gerou mais de US$ 550 milhões em ganhos de capital e caixa por meio de 40 SLBs e 40 arrendamentos financeiros.

“Desde a sua fundação, a criação de valor de longo prazo por meio da aquisição e financiamento de aeronaves tem sido um componente-chave nos negócios da GOL”, disse Richard Lark, Vice-presidente Financeiro.

“Concluímos nosso planejamento plurianual e, combinado com o retorno da taxa de crescimento sustentável da Companhia por meio da absorção da participação minoritária em nosso programa de fidelidade, teremos agora mais fluxo de caixa disponível para investimento na aquisição de aeronaves.”

A GOL mantém parceria com a Boeing desde o início de suas operações e é seu principal cliente na América do Sul, assim como um dos maiores clientes de aeronaves 737 no mundo.

“A GOL fez um excelente trabalho de gestão dos impactos da pandemia de Covid-19 e está bem posicionada para retomar sua trajetória de crescimento. Nossa parceria seguirá crescendo à medida em que ela ampliar continua a combinação da mais valia operacional do 737, que é líder da indústria, com a sua reconhecida reputação nas áreas de segurança, sustentabilidade e serviços ao Cliente. Estamos orgulhosos de continuar apoiando a GOL, que tem frota 100% Boeing, à medida em que passo que ela expande sua carteira de pedidos do 737”, disse Ricardo Cavero, Vice-presidente de Vendas da Boeing para a América Latina e Caribe.

DEIXE UMA RESPOSTA