GOL

A GOL Linhas Aéreas (B3: GOLL4 e NYSE: GOL) divulgou hoje (29) uma Atualização ao Investidor, com as perspectivas da companhia para o 2º trimestre.

O 2º trimestre do ano é historicamente um período da transição para a baixa temporada de demanda e devido ao agravamento da pandemia e aumento nas restrições de circulação impostas pelos estados, a capacidade planejada para o 2T21 da GOL apresenta redução de 40% sobre 1T21.

Para adequar os custos operacionais aos patamares atuais de vendas e demanda, a GOL operará 63 aeronaves em sua malha, que representará 70% da frota média operada ao final do 4T20 e de 377% em comparação ao mesmo trimestre de 2020, ou seja, 3,8x maior.

Espera-se que a receita do trimestre a findar-se em 30 de junho de 2021 reduza aproximadamente 35% comparada com o trimestre findo em março de 2021.

A GOL espera encerrar o 2T21 com R$4,2 bilhões em liquidez e R$14,8 bilhões em dívida líquida ajustada. Diversas importantes iniciativas são relevantes para assegurar que a GOL mantenha a liquidez nos patamares esperados no final do 2T21.

Com o objetivo de ajudar investidores e analistas no entendimento de como a GOL está abordando seu planejamento de curto prazo, a Companhia está compartilhando os indicadores a seguir: