GOL Linhas Aéreas

A GOL Linhas Aéreas participa, nesta quinta-feira (12), do programa Embarque + Seguro do Governo Federal. O Aeroporto Internacional de Brasília, que é o maior centro de conexão de voos domésticos do Brasil, experimenta a tecnologia de reconhecimento facial do gov.br, que dispensa a apresentação de documento de identificação e cartão de embarque pelos passageiros.

O programa de iniciativa do Ministério da Infraestrutura (MInfra) e desenvolvido pelo Serpro, em parceria com a Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, já foi testado em cinco aeroportos: Florianópolis (SC), Salvador (BA), Santos Dumont (RJ), Belo Horizonte (Confins) e Congonhas (SP).

Ao todo, o programa Embarque + Seguro foi testado em 157 voos da GOL e de outras Companhias aéreas, com mais de 2.641 passageiros voluntários.

“Os testes do Embarque + Seguro começaram em outubro do ano passado e serão encerrados no próximo mês de setembro. Em Congonhas, Santos Dumont e Confins, o programa permanece em execução e, em Salvador e Florianópolis, a tecnologia está sendo atualizada. Após esse período, vamos focar nas tratativas para a implantação definitiva nos principais aeroportos do País”, anuncia o secretário-executivo do MInfra, Marcelo Sampaio.

Com o objetivo de tornar mais eficiente, ágil e seguro o processo de embarque nos aeroportos, estão sendo medidos nos pilotos diversos indicadores, como redução no tempo em filas, no acesso à sala de embarque e à aeronave, além dos custos de operação.

“Caminhamos para um embarque ainda mais ágil e totalmente seguro em todos os aeroportos do País. Além de a medida ser segura do ponto de vista sanitário ao dispensar o manuseio de papéis durante a pandemia, o reconhecimento facial permite a identificação precisa dos passageiros em poucos segundos”, destaca o secretário Nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann.

“A GOL, que nasceu com o DNA de inovação e tecnologia, investe continuamente em parcerias, produtos e serviços que melhorem a experiência e otimizem o tempo dos Clientes. Esta iniciativa do Embarque + Seguro vai trazer mais comodidade e Segurança na jornada dos nossos Clientes no aeroporto”, diz José Luiz de Oliveira Belixior Junior, diretor de Operações Aeroportuárias.

 

Como funciona

Foto: Elton Pereira/Divulgação

No momento do check-in no aeroporto, o passageiro é convidado a participar do Embarque + Seguro. Após concordar, a pessoa recebe uma mensagem, no celular informado por ela, solicitando autorização para a obtenção de seus dados, incluindo CPF e uma foto.

Com o consentimento, o atendente da Companhia aérea, utilizando o aplicativo do Serpro, realiza a validação biométrica do cidadão, comparando os dados e a foto, tirada na hora, com as bases governamentais.

A partir da validação, o passageiro fica liberado para ingressar ao embarque na aeronave, passando pelo ponto de controle biométrico, que faz a identificação por meio de reconhecimento facial, sem a necessidade de o usuário apresentar documento e bilhete aéreo.

DEIXE UMA RESPOSTA