Aeródromo Botelho Planalto Central Brasília
Foto: Governo de Brasília

O Aeródromo Planalto Central, antigo Botelho, em Brasília em breve terá uma nova gestão. O governo publicou na segunda-feira (30) a licitação para as empresas que desejam administrar o Aeródromo.

O antigo Botelho fica localizado às margens da BR-251 na região administrativa de São Sebastião no Distrito Federal. O espaço é utilizado exclusivamente para aeronaves menores de aviação geral, como jatos executivos, helicópteros e aeronaves esportivas.

O Aeródromo Planalto Central conta com um prédio para funções administrativas, cerca de 113 hangares que abrigam mais de 130 aeronaves. No espaço ainda há um posto de combustível para aeronaves, fornecendo AVGAS e JET A1. 

O espaço é frequentado por aproximadamente 600 pessoas que conta ainda com a sede da Escola Livre de Ultraleve e também como base da Esquadrilha FOX. 

Os valores da licitação estão sob sigilo segundo os termos do Artigo 34 da Lei nº 13.303/2016 que torna opcional informar o valor do negócio desde que seja justificado na preparação da licitação.

O pregão está previsto para acontecer no dia 17 de junho às 10h da manhã, o Edital poderá ser consultado através do site da da Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap).

Atualmente a estatal Infraero é quem administra o Aeródromo Planalto Central, seu contrato se encerra em setembro desse ano. A empresa atua no espaço desde 2019 quando foi contratada pelo governo e teve seu contrato renovado.

 

 

Com informações do Correio Braziliense.