ATR 72 VoePASS
Na foto um ATR 72 também utilizado pela empresa.

O Vice-Governador Rodrigo Garcia assinou nesta sexta-feira (4), em São José do Rio Preto, o do contrato de concessão entre a Secretaria de Logística e Transportes, a ARTESP e o Consórcio Aeroportos Paulista (ASP) para a administração e operação do Bloco Noroeste de aeroportos regionais do estado.

Esse bloco é encabeçado pelo aeroporto de São José do Rio Preto e receberá R$ 181,2 milhões em investimentos.

“Fazemos concessão pensando na sociedade, para que ela seja mais bem atendida no serviço público, e pensando em otimizar o recurso público para que ele seja investido em outro lugar. São Paulo gastava, até o ano passado, mais de R$ 80 milhões na manutenção dos aeroportos, e a partir desse ano, vai gastar zero. Esses R$ 80 milhões vão ser investidos naquilo que é importante para as pessoas e que é indelegável para o poder público, que é a saúde, a educação e a segurança pública”, destacou Rodrigo Garcia.

O Consórcio Aeroportos Paulista (ASP) venceu o certame com ágio de 11,14% sobre a outorga mínima, com a oferta de R$ 7,6 milhões pela concessão do Bloco Noroeste, que inclui também, além de São José do Rio Preto, os aeroportos comerciais de Presidente Prudente, Araçatuba e Barretos, bem como dos aeródromos de Assis, Dracena, Votuporanga, Penápolis, Tupã, Andradina e Presidente Epitácio.

Neste bloco, no total, estão previstos R$ 181,2 milhões em investimentos ao longo do contrato de concessão, distribuídos para ampliação de capacidade, melhoria da operação e adequação à regulação. Para os primeiros quatro anos de operação, os investimentos são de R$ 62,3 milhões para melhorias na infraestrutura dos terminais.

 

Via: Governo de São Paulo