Governo dos Estados Unidos pode flexibilizar as medidas para entrada de brasileiros no país

Foto - Chris Lofting

Os Estados Unidos estão estudando retirar as restrições de entradas de passageiros provenientes de mais um país, o Brasil.

De acordo com uma publicação da Revista Veja, pode haver uma maior flexibilização a partir da próxima semana. A entrada, no entanto, deverá ser realizada assim como em outros países, que exigem a apresentação de um teste negativo para COVID-19 realizado até 72 horas antes do voo, se o governo decidir permanecer com a exigência.

A retirada de restrições para os passageiros com visto de turista deve ocorrer em um momento que o número de casos de COVID-19 está em ligeira queda no Brasil e na maioria dos estados do país. No entanto, alguns estados dos EUA ainda registram forte alta no número de casos.

Mas os principais destinos turísticos de brasileiros, como Orlando e Miami, na Flórida, e Nova York, já registram uma diminuição do número de casos de COVID-19.

Já as principais companhias aéreas dos Estados Unidos, como a American, Delta e United, já estão retomando voos internacionais entre os Estados Unidos e o Brasil, mesmo com as restrições atuais.

Esta também é uma forma de incentivar o turismo nos Estados Unidos, visto que mesmo com a baixa de número de casos, a Flórida registra uma diminuição de 90% na atividade turística por visitantes que moram fora dos EUA.

 

DEIXE UMA RESPOSTA