Em junho de 2017 o Qatar assinou um contrato com a Boeing para o fornecimento de 36 caças F-15QA no valor total de US$ 12 bilhões. A assinatura ocorreu em Washington DC, na capital dos Estados Unidos, com a presença do Secretário de Defesa dos EUA, Jim Mattis.

Mas recentemente o Departamento de Defesa dos EUA autorizou a compra dos caças pelo Qatar. A compra foi autorizada integralmente, ou seja, os 36 caças serão adquiridos pelo Qatar, com opção para comprar até 72 aviões do mesmo tipo caso seja necessário.

Só a aquisição dos caças custará ao Qatar US$ 6,170 bilhões, mas o país também optou por um serviço de assistência e outros equipamentos associados, notavelmente mísseis compatíveis com o F-15QAs. Com todos esses opcionais o contrato pode chegar a 12 bilhões de dólares, ou US$ 21 bilhões se o Qatar decidir expandir as encomendas para 72 aviões.

O F-15QAs se destaca por ser o primeiro reforço escolhido pelo Qatar para sua Força Aérea, logo após a encomenda o país anunciou outra para até 36 caças Eurofighter Typhoon, que serão fabricados pela inglesa BAC, e recentemente confirmou outra para 36 caças Dassault Rafale.

O primeiro Rafale será entregue no final de 2018, sem previsão para encerrar as entregas dessas duas encomendas (a de 2015 e 2017).