Grupo Eisenhower Strike realiza treinamento com a 6ª frota dos EUA

F-18 Super Hornet da Us Navy- Fot:o: USN

Aeronaves do Carrier Air Wing Three (CVW-3) realizaram um treinamnerto de lançamentos de munições guiadas de precisão dia e noite e ataques com munições reais na Cordilheira da Karávia grega no Mar Mediterrâneo, de 25 a 26 de julho de 2020.

Além do gasto com foguetes não guiados e guiados, rondas de treinamento a laser e outras munições na Faixa Karavia, a CVW-3 participou de manobras de combate ar-ar e treinamento tático com os F-16 da Grécia.

“Ser capaz de praticar o combate ar-ar com um parceiro estrangeiro e, em seguida, fazer a transição imediata para o lançamento de armas ar-solo é o objetivo do voo F / A-18”, disse um chefe de departamento da CVW-3.

A oportunidade de treinamento permitiu aos pilotos obter proficiência tática e permanecer engajados, posicionados e prontos com força credível para garantir aos nossos aliados e parceiros da OTAN, deter nossos adversários e defender os interesses de segurança nacional dos EUA em um ambiente de segurança cada vez mais complexo.

F/A-18 Super Hornet no convés de voo do porta-aviões USS Dwight D. Eisenhower (CVN 69) – Foto: Us Navy

 “Isso dá aos meus pilotos a capacidade de treinar com material baleeiro guiado com precisão, a fim de manter os níveis atuais de prontidão e garantir que o braço de ataque do grupo de ataque de portadores Dwight D. Eisenhower continue sendo funcionalmente preciso durante todo o nosso período de manutenção em casa”, dsse o capitão Trevor Estes, comandante da CVW-3.

O Dwight D. Eisenhower Carrier Strike Group está conduzindo operações na 6ª área de operações da frota dos EUA em apoio aos interesses de segurança nacional dos EUA na Europa e na África.

A 6ª Frota dos EUA, com sede em Nápoles, Itália, realiza todo o espectro de operações conjuntas e navais, muitas vezes em conjunto com parceiros aliados e interagências, a fim de promover os interesses de segurança nacional dos EUA na Europa e África.


Fonte: Us Navy

DEIXE UMA RESPOSTA