O novo hangar de manutenção da Azul, localizado no Aeroporto de Viracopos (Campinas), já está com sua estrutura principal totalmente concluída, e o tamanho do hangar impressiona.

Um vídeo do spotter Dico712, postado ontem (08/01), mostra o tamanho no novo hangar, comparando com aeronaves da própria companhia aérea, que estavam taxiando e pousando no aeroporto. Veja o vídeo abaixo:

Em dezembro o presidente da Azul, John Rodgerson, declarou que a Azul vai começar a realizar manutenções no seu novo Hangar de Campinas (Viracopos) a partir do 1º trimestre de 2020.

Construído sobre uma área de 100 mil m², o novo centro de manutenção da companhia abriga três andares e poderá receber até oito aviões A320, ou dois A330 simultaneamente.

Parte da frente do hangar, de acesso dos funcionários e estacionamento.

Os 35 mil m² de área construída são divididos em três andares, dois deles destinados a oficinas. Um depósito de suprimentos técnicos, vestiários e um refeitório também fazem parte do projeto, que será o maior hangar da América Latina. Ao todo, 500 empregos diretos e indiretos devem ser criados no primeiro centro de manutenção da Azul no interior de São Paulo. 

No vídeo podemos ver os cortes na parte da frente do hangar, para possibilitar a entrada do estabilizador vertical do A330 dentro do hangar. Desta forma os mecânicos podem trabalhar nos aviões sem interferências externas, como a presença de chuva.

Parte interna do hangar.  Foto – Libercon Engenharia

O vão livre, na parte frontal, tem 170 metros de comprimento por 90 de largura. O local ainda conta com um grande pátio na frente do hangar, permitindo o “parking” de várias aeronaves da companhia.


Quando estiver funcionando, a Azul poderá dividir quatro posições para manutenção pesada e quatro para linha, oferecendo a infraestrutura necessária para instalações de qualquer tipo de manutenção ou tecnologia. As posições são versáteis, permitindo acomodar mais aviões para manutenções mais leves, de menor duração.

Ao todo, 500 empregos diretos e indiretos devem ser criados no primeiro centro de manutenção da Azul no interior de São Paulo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA