• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

Helisul avança em importante certificação para a operação de aeronaves executivas

Helisul Ceritficação Aviação Executiva
Foto: Helisul

A Helisul Aviação concluiu a segunda etapa da certificação IS-BAO, que estabelece requisitos de excelência para a operação de aeronaves executivas. A empresa é a primeira do Sul do Brasil a ter este reconhecimento, concedido pela conceituada organização internacional não governamental IBAC (Conselho Internacional de Aviação Executiva). 

Este cumprimento é um padrão internacional não regulatório, ou seja, não obrigatório . É um padrão de excelência com requisitos que vão além dos mínimos regulamentares estabelecidos pela autoridade de aviação civil competente para autorizar as operações. No caso do Brasil, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). 

Ao transpor mais uma etapa neste processo, a Helisul está alinhada ao reconhecimento do mercado, por ser o IBAC uma relevante entidade internacional, avalia o superintendente operacional da Helisul, Bruno Biesuz.

“Temos um grupo seleto de clientes que buscam um patamar superior de qualidade e segurança. Com esta certificação, atendemos plenamente a necessidade destes clientes”, afirma o executivo.

Mais uma etapa concluída 

A certificação pelo IS-BAO acontece em três estágios. O primeiro, inicial e provisório, é válido por 24 meses. Ele indica que um Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional (SGSO) apropriado foi estabelecido. Este selo foi emitido para a Helisul pela IBAC no dia 22 de dezembro de 2021, mas a empresa não precisou aguardar os dois anos de validade para seguir para a etapa seguinte da certificação. 

Esta segunda etapa é intermediária e pode ser mantida por tempo indeterminado, desde que renovada bienalmente. Este estágio indica que os riscos de segurança estão sendo gerenciados de forma eficaz pela empresa de aviação. 

Segundo o gerente de segurança operacional (GSO) da Helisul, Salvador Coutinho, é grande o envolvimento do time diretivo da empresa no funcionamento do sistema de gerenciamento de segurança operacional. “A diretoria é interessada na segurança e investe pesado na melhoria contínua do nosso sistema”, diz.

“A Helisul, que já tinha o seu SGSO bem estabelecido, precisou ajustar uma série de procedimentos e políticas para melhor atender aos requisitos do IS-BAO. Este exercício trouxe excelentes melhorias para o sistema.” afirma Salvador.

Na sequência, seguindo a evolução gradual estabelecida pelo IBAC, a Helisul buscará o terceiro e último estágio da certificação IS-BAO, mais avançado e opcional. 

Via: Helisul Aviação

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.

 


Redator

Apaixonado por aviões e fotografia, sempre estou em busca de curiosidades no universo da aviação.


Contato: [email protected]