Helisul Aeromédico
Foto: Helisul

A utilização de música para amenizar o sofrimento de pacientes em estado grave tem sido objeto de estudo de vários pesquisadores da área da saúde. O uso dessa técnica é comprovadamente benéfico para humanizar o ambiente hostil de uma UTI, além de amenizar o estresse e a ansiedade causados pelo internamento do paciente. Na vanguarda do cuidado no atendimento clínico, a Helisul Aviação participou do projeto piloto de uma pesquisa científica sobre musicoterapia em voo, publicada no Global Journals of Medical Research.

O projeto contou com a participação de dois médicos da Companhia no grupo de pesquisadores composto por Andréa Oliveira, Alessandra Aparecida T. Neves, Michelle Taverna e Felipe Novak, coordenador do departamento Aeromédico da empresa.

De acordo com o Dr. Novak, a publicação fez uma revisão da literatura sobre como a técnica de musicoterapia pode diminuir o estresse e melhorar os dados vitais dos pacientes em estado crítico que são transportados. “Atuamos no serviço de transporte aeromédico desde 2011. Contamos com profissionais experientes, equipamentos de alta tecnologia e excelentes aeronaves. Participar desse projeto piloto é mais uma inovação para o bem-estar do paciente e para humanizar ainda mais o nosso atendimento”, explica.

Como achado do estudo, os pesquisadores observaram que em ambientes altamente tecnológicos, como aviões e helicópteros, essa alternativa é eficaz na redução de estressores de voo. “As impressões relatadas pelos pacientes e familiares foram as melhores possíveis. Eles se sentiram mais acolhidos e confortáveis durante o transporte”, celebra.

Dr. Novak acrescenta que unir a Helisul Aviação – uma das maiores empresas do setor de transporte aeromédico do País – à pesquisa científica visa contribuir para a produção de conhecimento acadêmico a partir da vivência prática e garante um serviço de excelência operacional. “O setor de transporte aeromédico da Helisul já é referência de excelência no Brasil. O nosso movimento agora é democratizar o conhecimento das nossas boas práticas e inovações para que os acadêmicos, futuros profissionais e estudiosos da área possam avançar em seus estudos sobre o tema”.

Via: Helisul Aviação