IATA
Foto: Divulgação

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA – International Air Transport Association) pediu aos governos que apoiem ainda mais o transporte seguro de baterias de lítio, desenvolvendo e implementando normas globais de triagem, teste de incêndio e compartilhamento de informações sobre incidentes.

Assim como acontece com vários produtos enviados por via aérea, para garantir a segurança são necessárias normas eficazes, implementadas globalmente. O desafio é atender ao rápido aumento na demanda global de baterias de lítio (o mercado está crescendo 30% ao ano), trazendo vários novos despachantes para as cadeias de fornecimento de carga aérea. Um risco importante que está aumentando se refere, por exemplo, a incidentes de remessas não declaradas ou declaradas incorretamente.

Há muito tempo a IATA pede que os governos intensifiquem as regras de segurança no transporte de baterias de lítio. Isso deve incluir penalidades mais rígidas para despachantes que não agem em conformidade com as normas e a criminalização de infrações graves ou intencionais. A IATA pediu aos governos que reforçassem essas atividades com as medidas adicionais abaixo:

  • Desenvolvimento de normas e processos de triagem para segurança do transporte de baterias de lítio

O desenvolvimento de normas e processos específicos por parte dos governos para apoiar o transporte seguro de baterias de lítio, como os que existem para a segurança da carga aérea, ajudará a oferecer um processo eficiente para os despachantes de baterias de lítio que atuarem em conformidade com as normas. É fundamental que as normas e os processos sejam baseados em resultados e globalmente harmonizados.

  • Desenvolvimento e implementação de um padrão de teste de incêndio que aborde a contenção de incêndio causado por bateria de lítio

Os governos devem desenvolver um padrão de teste de incêndio causado por bateria de lítio para avaliar medidas de proteção complementares além dos sistemas atuais de supressão de incêndio no compartimento de carga.

  • Melhorias na coleta de dados de segurança e no compartilhamento de informações entre governos

Os dados de segurança são fundamentais para entender e gerenciar de forma eficaz os riscos da bateria de lítio. Sem dados relevantes suficientes, fica difícil compreender a eficácia de qualquer medida. É essencial melhorar o compartilhamento de informações e a coordenação dos incidentes de baterias de lítio entre os governos e entre esses e o setor para ajudar a gerenciar de forma eficaz os riscos das baterias de lítio.
 

Essas medidas apoiariam iniciativas significativas de empresas aéreas, despachantes e fabricantes para garantir o transporte seguro das baterias de lítio. As ações incluíram:

  • Atualizações do Regulamento de Mercadorias Perigosas e desenvolvimento de material de orientação complementar,
  • O lançamento de um Sistema de Notificação de Ocorrência com Mercadorias Perigosas, que fornece às empresas aéreas um mecanismo de compartilhamento de informações em situações envolvendo mercadorias perigosas não declaradas ou declaradas incorretamente,
  • O desenvolvimento de uma Safety Risk Management Framework (estrutura de gestão de riscos à segurança) específica para o transporte de baterias de lítio.
  • O lançamento de baterias de lítio CEIV para melhorar o manuseio e transporte seguros de baterias de lítio em toda a cadeia de suprimentos.

Via: IATA