A IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo) lançou uma carta direcionada para as agências de viagens, onde solicita a suspensão da comercialização de passagens aéreas da Avianca Brasil de forma internacional, pelas agências de viagens.

“Os agentes de viagens da BSP devem suspender imediatamente todas as atividades de emissão em nome da Avianca Brasil, incluindo o uso de todos os sistemas automatizados para o processamento de reembolsos ou outras transações em nome da Avianca Brasil”, disse a carta da IATA.

“Todas as liquidações pendentes, incluindo vendas pendentes e reembolsos ou quaisquer transações futuras, devem ser liquidadas diretamente com a Avianca Brasil”, disse a IATA sobre as dívidas das empresas com a Avianca Brasil.

A decisão da IATA é relevante pois tem validade internacional. Apesar disso, as Agências de Viagens do Brasil já estavam evitando a comercialização de voos da Avianca, a CVC entrou até mesmo em contato com outras companhias aéreas, para realocar os passageiros da Avianca Brasil.

Essa pode ser uma decisão derivada do recente encolhimento da frota da Avianca Brasil, de 36 aviões para apenas 6, levando ao cancelamento de milhares de voos, limitando às operações da companhia em apenas 4 aeroportos.