Piloto indonésio sentado prestes a entrar em caça F-15 Fighting Falcon- Foto: Antara

A Força Aérea da Indonésia pretende renovar sua frota de caças e para isso deseja criar dois novos esquadrões de caça, e a escolha para o novo caça parece estar caminhando mais para o falo do F-16 Viper do que o SU-35.

“Vamos comprar dois esquadrões de caças a jato como parte de nosso plano estratégico para 2020-2024. Estamos mirando o tipo mais recente, o Block 72 Viper”, disse o Comandante da Força Aérea da Indonésia, marechal Yuyu Sutisna, nesta segunda-feira, durante sua visita a Base Aérea em Riau.

A Indonésia já opera caças F-16A/C, SU-27SK/SKM e SU-30MKK/MK2. Pelo visto a nova versão do F-16, o Viper ou também conhecido como Block 72, parece estar em maior evidência para compra.

Lockheed Martin F-16 Block 70- Foto Lockheed Martin

“Esperamos que o plano prossiga a partir de 1º de janeiro do próximo ano. A compra dessa variante significa que teremos os F-16 mais sofisticados”, disse Yuyu.

A compra efetiva do F-16 Viper, segundo o Marechal Yuyu, acontecia em Janeiro do ano que vem, mas o militar também falou da compra do SU-35, mas essa seria mais para frente e não tão breve como a do Block 72.

SU-35 – Foto: © Marina Lystseva / TASS

Um dos diferenciais do caça é a capacidade, principalmente o radar AESA (Active Electronically Scanned Array) avançado com uma nova arquitetura aviônica e atualizações estruturais para estender a vida estrutural da aeronave em mais de 50% além da anterior aeronaves F-16 de produção. 

O software F-16 Block 70 aproveita as tecnologias não disponíveis quando os F-16 anteriores foram desenvolvidos e produzidos. Os recursos operacionais são aprimorados por meio de um datalink avançado, mira de armas e armas; navegação GPS de precisão e o sistema  automático de prevenção de colisões com o solo, o Auto GCAS.


 

Fontes de apoio: Jakarta Globe ID e Lockheed Martin/ Edição: Aeroflap