Eurofighter Alemanha Indra
Caças Eurofighter do Reino Unido e da Alemanha em Ala- Foto: RAF

Companhia é uma dos principais fornecedores de sistemas da aeronave de combate multifunção mais avançada do mundo.

A Indra, uma das principais empresas globais de tecnologia e consultoria e uma das empresas líderes mundiais em tecnologia de Defesa, fechou contratos de 100 milhões de euros para equipar os 38 Eurofighter que o Ministério da Defesa alemão adquiriu dentro do programa Quádriga com sistemas de última geração que garantirão a superioridade da aeronave nas próximas décadas.

Com este programa, a Indra reforça e expande sua posição como fornecedora chave de sistemas tecnológicos para o caça europeu, um dos mais avançados do mundo.

Ela desenvolverá e produzirá, em consórcio com o fornecedor alemão de sensores Hensoldt, o novo radar de varredura eletrônica ESCAN Mk1, um sistema que fornecerá uma capacidade multi-função para rastrear vários alvos a curta distância e, simultaneamente, varrer o espaço aéreo ao longo de centenas de quilômetros em busca de possíveis ameaças. Este radar é o sensor que fornecerá à aeronave o domínio do combate ar-ar e ar-terra.

Além disso, e como membro do consórcio EuroDASS, ela fornecerá o subsistema de proteção DASS. Este elemento alerta o piloto em caso de detecção de ameaças contra a aeronave e ativa medidas de proteção de natureza diferente, interferindo e enganando os sistemas eletrônicos do inimigo.

Os contratos do programa Quádriga também incluem o fornecimento e integração de até 14 equipamentos aviônicos adicionais dos diferentes subsistemas mais importantes da plataforma (tais como sistemas de comunicação e sobrevivência da cabine, monitoramento de consumíveis e gestão da saúde da plataforma…).

A Indra tem trabalhado no desenvolvimento, produção e suporte de sistemas para o Eurofighter desde as primeiras etapas do programa. A empresa aumentou progressivamente sua participação e ganhou o reconhecimento de seus parceiros para se tornar uma das empresas com a maior participação no maior programa de defesa europeu até o momento.

Ela contribuiu para dotar esta aeronave de capacidades que a colocam à altura das aeronaves mais avançadas do mundo. Como exemplo, o Eurofighter protegeu recentemente o espaço aéreo dos países bálticos, demonstrando uma clara superioridade tecnológica.

Com a aquisição de uma nova remessa de aeronaves para a Luftwaffe, a aeronave se prepara para prestar serviço até 2060.   

A participação da Indra na evolução do Eurofighter se soma ao seu papel como coordenadora espanhola do programa de desenvolvimento do Sistema de Combate Aéreo do Futuro NGWS/FCAS, no qual também é líder internacional do pilar de sensores e líder nacional de outros três pilares.

 

Via: Indra

DEIXE UMA RESPOSTA