A companhia aérea mexicana InterJet, já teve grandes problemas com o Sukhoi SSJ100, resultando até mesmo na operação de 5 aeronaves em uma frota de 22 aviões.

Logicamente, sem sua frota completa, a companhia precisou cancelar voos e utilizar mais outras aeronaves, aumentando o custo geral de operação. A paralisação de parte da frota em 2015 também afetou bastante as operações.

Porém as desavenças da companhia com a Sukhoi estão sendo superadas aos poucos, e a diretoria da Interjet voltou a “sorrir” para o SSJ100. O motivo? Cada aeronave custa praticamente nada para a empresa, em comparação com os outros aviões da frota.

Interior do SJ100 que pode ser configurado como 3+2 ou 2+2.

A Interjet, que já pensou em substituir o avião russo pelo A320neo e até mesmo encomendar o A220 para o lugar desses aviões, agora declara que o seu planejamento de frota inclui a permanência das 22 aeronaves SSJ100.

Os diretores da empresa, no entanto, indicam que no futuro podem iniciar uma atualização de frota que afete o SSJ100, por este motivo eles ainda não esqueceram o A220. 

DEIXE UMA RESPOSTA