Itapemirim ITA Transportes Aéreos
Foto: Itapemirim/Divulgação

A Itapemirim Transportes Aéreos (ITA) declarou na noite desta quarta-feira (28) que foi oficialmente aprovada na última fase das avaliações da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), para a conclusão do processo de Certificação como Operador Aéreo.

A última parte do processo foi realizada ainda neste mês, com os voos de certificação e a análise final da ANAC sobre a aprovação do Certificado de Operador Aéreo da companhia.

A certificação mostra que a Itapemirim segue os regulamentos da ANAC, cumprindo as normas, padrões e regulamentos da agência para operar voos regulares. Este também é um atestado da segurança das operações da empresa.

Ao todo o processo é dividido em cinco partes, sendo a última resultante na emissão do COA. Ainda falta a Outorga da Concessão (OC), que deverá ser emitida nos próximos dias e permite o início dos voos.

Para que uma empresa brasileira possa explorar serviços aéreos públicos, esta depende sempre de prévia concessão, quando se tratar de transporte aéreo regular, ou de autorização no caso de transporte aéreo não-regular ou de serviços aéreos especializados.

Itapemirim ITA Airbus A320

Todos os voos de certificação foram realizados com o primeiro e até o momento único avião da companhia, um Airbus A320ceo de matrícula PS-SPJ. A companhia planeja receber mais três aviões nos próximos dias antes de iniciar as operações, algo previsto para junho.

“Agradecemos a todos os colaboradores que tornaram o nosso sonho de voar possível”, declarou a Itapemirim em nota.

A ANAC ainda vai se pronunciar oficialmente sobre a aprovação da companhia.

Em sua fase inicial a companhia espera operar com até 10 aviões do modelo Airbus A320ceo, ainda em 2021. Contudo, a meta no longo prazo é ter uma expansão para até 50 aviões, de acordo com uma entrevista da companhia ao Portal Aeroflap.

A nova companhia terá inicialmente como base os Aeroportos de Guarulhos, Confins e Brasília.