• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

Jatos P-8 da RAF receberão torpedos fabricados no Reino Unido

RAF já começou trabalhos de integração do novo torpedo leve aos jatos P-8 Poseidon. Foto: RAF.
RAF já começou trabalhos de integração do novo torpedo leve aos jatos P-8 Poseidon. Foto: RAF.

A Força Aérea Real (RAF) anunciou hoje (30) um novo armamento para sua frota de jatos de patrulha marítima P-8 Poseidon. Trata-se do Sting Ray Mod.1, um torpedo leve fabricado no Reino Unidos pela BAe Systems.

RAF já deu andamento aos trabalhos de integração do Sting Ray ao Poseidon, o que dará ao Reino Unido uma capacidade de torpedo potente e soberana, proporcionando flexibilidade à frota do Poseidon. O Sting Ray será usado junto do torpedo Mk.54, fabricado nos Estados Unidos. 

Já empregado pela Marinha Real, o Sting Ray é usado contra submarinos a partir de embarcações, helicópteros e aeronaves de asa-fixa, destaca a RAF. Possui sofisticado sistema de retorno acústico e sistema de navegação de alta precisão, capaz de detectar, classificar e atacar alvos de forma autônoma. Tem baixos custos durante a vida útil e não requer manutenção intrusiva durante toda a sua vida útil.

Fabricado no Reino Unido, torpedo Sting Ray Mod 1 será usado junto dos torpedos Mk.54 dos EUA. Foto: RAF.

Fabricado no Reino Unido, torpedo Sting Ray Mod 1 será usado junto dos torpedos Mk.54 dos EUA. Foto: RAF.

“O uso dos torpedos Sting Ray e Mk54 dá à frota Poseidon do Reino Unido flexibilidade e interoperabilidade com nossos aliados”, disse o Capitão do Grupo Richard Osselton, Oficial Responsável Sênior do Programa Poseidon Futures. “Estou muito satisfeito em ver que a integração do Sting Ray Mod 1 começou na [base aérea] RAF Lossiemouth.”

O Sting Ray Mod 1 foi projetado para derrotar as ameaças duplas de submarinos de casco duplo rápidos e profundo, que operam no ambiente oceânico submarino silencioso e convencional em águas costeiras. O desempenho aprimorado do Sting Ray Mod 1 é sustentado pelo desenvolvimento de um novo software acústico e tático, aproveitando o conhecimento adquirido em extensos testes na água com a versão Mod 0.

 
Com informações via Força Aérea Real

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.

 


Estudante de Jornalismo na UFRGS, spotter e entusiasta de aviação militar.