Pilotos do 4º Esquadrão de Caça da 388ª Esquadra de Caça em seus F-35A se preparando para mais uma missão na Red Flag 19-1- Foto: U.S. Air Force/R. Nial Bradshaw

Os primeiros relatos de jovens pilotos de F-35A Lighting II começam a ser divulgados que voaram no exercício Red Flag 19-1. É a primeira vez que tem um número crescente de novos caçadores que participam do exercício operacional a bordo do novo caça de 5º geração.

Para alguns jovens pilotos é novidade em participar de um dos maiores exercícios aérea do mundo, se não for o maior.

Mas para o caça F-35 já está virando costume, a primeira vez que os jatos da F-35A pertencentes às 388ª e 419ª Fighter Wings na Base Aérea de Hill, Utah, participaram de uma Red Flag foi em 2017.

Para os novatos caçadores tem sido uma experiência única e incrível comandar uma aeronave furtiva como o F-35, e poder acumular experiência com pilotos veteranos que por muitas vezes são instrutores durante todo o período do exercício.

F-35A Lightning II decolando da Base Aérea de Nellis-Foto: U.S. Air Force/R. Nial Bradshaw

“Eu não tenho voado há muito tempo. Há coisas que se destacam na minha carreira. Meu primeiro voo solo, meu primeiro voo no F-35 e minha primeira missão na Red Flag. Eu não acho que vou esquecer essas coisas”, disse o 1º Tenente Landon Moores, do 388ª Ala de Caça, e 4º Esquadrão de Caça.

“Para nós, a maior diferença entre esta Red Flag e a primeira com o F-35A há dois anos, é que temos muitos pilotos em sua primeira missão”, disse o tenente-coronel Yosef Morris, 4º comandante do FS. “Colocá-los ao lado de pilotos mais experientes é o objetivo da Red Flag”, completa.

“Adorei o A-10 e sua missão. É como um tanque voador. Como Chewbacca com braços de motosserra. Uma experiência de voo muito cru ”, disse James Rosenau, que voou o A-10 em quatro edições da Red Flag e nesta de 2019 voou com o F-35. 

“Obviamente, o F-35 é completamente diferente. É mais como uma ferramenta de precisão. Depois de ver o F-35 enfrentar as ameaças quase idênticas aqui replicadas em Nellis (AFB), sou um grande admirador”, completa.

Pilotos de F-35A juntos na linha de voo da Red Flag 19-1 em Nellis, Nevada- Foto: U.S. Air Force/R. Nial Bradshaw

A Red Flag treina e capacita os caçadores da USAF em vários sentidos, quando acaba o treino, eles já estão prontos para lidar com vários tipos de situações reais.

O exercício Red Flag acontece entre duas vezes ao ano, como já dito é um dos principais exercícios operacionais do mundo, ocorre em bases estratégicas dos EUA, contam com a participação de vários esquadrões de combates americanos e também há edições da Red Flag na qual tem participação de forças aéreas de nações aliadas.

O Brasil já participou de duas edições da Red Flag, a última aconteceu em 2008, com a participação do Esquadrão 1º/14º Pampa com aeronaves F-5EM.