Com a autorização conduzida pela justiça nesta segunda-feira (17/06), o leilão de ativos da Avianca pode ocorrer no dia 10 de julho, devido a dois feriados que podem atrapalhar o processo de Recuperação Judicial da Avianca.

O juiz Tiago Limongi, da 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais do Tribunal de Justiça de São Paulo, tem até a próxima segunda (24/06) para abrir o edital do novo leilão, a partir dessa data a justiça precisa dar um prazo de 15 dias, para empresas interessadas conseguirem apresentar uma inscrição, e entender todo o processo.

O prazo mais próximo para tudo isso é o dia 10 de julho, devido ao feriado do dia 09 em São Paulo, mas o juiz pode optar por adiar o processo.

O leilão foi originalmente programado para o início de maio, mas suspenso após uma liminar da Swissport, alegando irregularidades no leilão, poucas horas depois a BR Aviation também entrou com liminar.

Desde então a Avianca sofreu seu período mais turbulento, cancelando diversos voos, demitindo funcionários, o que culminou na proibição da ANAC da empresa operar voos, no dia 24 de maio.

O leilão deve ocorrer em uma data que ainda será agendada pela justiça. 

A companhia acumula uma dívida de pelo menos R$ 2,7 bilhões, sendo que 80% desse valor é com fundos de empréstimos e financiamentos.