Athaide Inácio (Agente de Segurança de Voo), Antônio Ivaldo (gerente comercial de helicópteros), Ricardo Marcolino (gerente administrativo da Unidade de Operações de Helicópteros), Jonathan Kaneko (diretor de operações e Manutenção de Helicópteros), Júnia Hermont (superintendente), Jorge França (diretor de QSMS), Diego Reis (diretor comercial O&G), Comandante Adilson Leite. Todos da Líder Aviação. Crédito: Divulgação/Líder Aviação

Pelo quarto ano consecutivo, a Líder Aviação recebeu o 1º lugar no Programa de Excelência Operacional de Transporte Aéreo e Marítimo (Peotram), da Petrobras. O anúncio de reconhecimento ao desempenho da empresa ocorreu em evento realizado no Rio de Janeiro. Outras sete empresas também concorreram.

“O prêmio comprova nossa busca incansável pela excelência em nossas operações no ar e no solo. E confirma a alta qualidade do nosso trabalho e a segurança da empresa na prestação de serviços de transporte aéreo para o setor de óleo e gás”, comemora Júnia Hermont, superintendente da Líder Aviação.

 

Experiência no setor

A Líder atua no segmento offshore e onshore há quase 50 anos. Pioneira nas operações aéreas para a cadeia produtiva de óleo e gás, a empresa tem, nesse setor, cerca de 8 milhões de horas voadas desde 1972. E a segurança nessas operações sempre esteve presente, como está em todas as unidades de serviço que a empresa oferece há 61 anos.

“A gestão da segurança está no DNA da empresa e é um compromisso assumido por todos. Essa conquista e o reconhecimento são de todos os colaboradores. Não só da unidade de óleo e gás, mas também de todos os outros setores”, destacou o diretor comercial O&G, Diego Reis.

 

Investimento

Segundo Júnia Hermont, para se manter no segmento de transporte aéreo offshore é preciso muita expertise. “São missões que ocorrem, geralmente, em locais isolados de alto risco, que exigem das empresas múltiplas regulamentações, know-how e priorização do processo de segurança”, diz a superintendente.


Para ela, investir em tecnologia é essencial. A Líder foi pioneira na utilização do Sistema Blue Sky Network nos helicópteros: ligado a redes de satélite, o aparelho instalado na aeronave fornece mensagens constantes, com notificações de decolagem e aterrissagem, alerta de altitude mínima, entre outros.

O Flight Data Monitoring (FDM) também é uma tecnologia a favor da segurança de voo. Ele monitora eventos de manutenção e operações, auxilia na pesquisa de pane e nas investigações e ainda analisa a ocorrência de possíveis novos eventos.

Outro fator crucial para alcançar a excelência é o investimento em capacitação profissional. Na Líder, todos os profissionais envolvidos em atividades aéreas participam de programas intensos e regulares de treinamentos. A Segurança Operacional faz parte da cultura e do dia a dia da empresa.

 

DEIXE UMA RESPOSTA