U-2 Dragon Lady- Foto: U.s Airforce Master Sgt. Rose Reynolds

A Lockheed Martin está a frente da atualização dos aviões-espiões U-2 Dragon Lady. Para isso a fabricante concedeu um contrato de US $ 50 milhões da Força Aérea dos EUA.

O projeto desta atualização inclui; uma nova suíte de aviônicos, um novo computador de missão e displays modernos de cockpit, diz a Lockheed.

“Como uma aeronave comprovada, ágil e confiável, o U-2S é o sistema ISR de alta altitude mais capaz da frota atualmente”, diz a diretora do programa U-2 da Lockheed Martin, Irene Helley. “O contrato de atualização tecnológica da Avionics continuará nosso compromisso de fornecer uma aeronave de primeira linha aos nossos combatentes, garantindo a segurança global agora e no futuro”, finaliza a diretora.

Lockheed U-2 Dragon-Foto – USAF

A aeronave será projetada para o novo padrão de sistemas de missão aberta da USAF (OMS), o novo computador de missão permitirá que a aeronave se integre “com sistemas nos domínios aéreo, espacial, marítimo, terrestre e cibernético em níveis de segurança díspares”.

O trabalho de modificação deverá comerçar em meados de 2021, com a modificação da frota prevista para o início de 2022.

A frota atual do U-2 pela USAF é de 30 aeronaves, já a NASA opera dois modelos. Ambas aeronaves tem uma idade média da frota de 36,6 anos.

 

DEIXE UMA RESPOSTA