• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

Mais de 60 anos após ser lançado, Douglas DC-8 continua em operação; veja quantos ainda voam em 2022

NASA Douglas DC-8
Foto: NASA

Ver um clássico Douglas DC-8 voando hoje é uma raridade, considerando quanto tempo o avião foi lançado e também por ser um avião com custos operacionais mais altos em razão dos seus quatro motores.

Até o dia 7 de outubro de 2022, quando está matéria foi escrita, haviam seis aviões DC-8 em operação no mundo todo. 

Aeronave Douglas DC-8

Foto: Boeing

Douglas DC-8 Delta

Foto: Boeing 

O Douglas DC-8 é um avião quadrimotor lançado oficialmente em 1958, 64 anos atrás. As duas primeiras operadoras do modelo norte-americano da Douglas foram a United Airlines e a Delta.

Dividindo os holofotes com o Boeing 707, o Douglas DC-8 foi uma das aeronaves que foram responsáveis pela transição para a era dos jatos. Veja um pouco mais de cada avião ainda ativo.

DC-8-73(CF) da Sky Bus Cargo Charters

Uma das aeronaves ativas até os dias de hoje é o Douglas DC-8-73(CF) entregue originalmente à Transamérica Airlines. A empresa com sede em Oakland nos EUA recebeu o quadrijato em 1970, desde então passou por outras  seis empresas norte-americanas até chegar para a Sky Bus Cargo Charters em 2013.

Na Sky Bus Cargo Charters o DC-8-73(CF) que opera como um cargueiro, voa com a matrícula OB-2158P.

Douglas DC-8 Sky Bus Cargo

Foto: Sky Bus Cargo

Uma curiosidade deste avião é que ele foi entregue originalmente com motores Pratt & Whitney JT3D-7 e a denominação DC-8-63(CF) e hoje voa com motores CFM 56-2 e atualizando a nomenclatura com o final -73. O clássico avião voa por incríveis 52,8 anos quase ininterruptos. 

A Skybus Cargo Charters ainda possui outro Douglas DC-8 em sua frota, este também da variante -73(CF). A aeronave de matrícula OB-2059-P está sem voar desde junho, mas o site PlaneSpotters ainda lista o avião ativo na frota da empresa.

Diferentemente dos outros aviões, este DC-8 foi entregue como cargueiro novo de fábrica e com motores Pratt & Whitney. Recebido pela Flying Tigers dos EUA, o quadrijato recebeu a matrícula N780FT em 1968.

Desde então passou por outras 11 empresas, e passou cinco anos revezando operações entre duas companhias. Em 1977 operou pela CargoLux com a matrícula TF-CCV até 1983, quando foi operar pela Air Índia com a mesma matrícula. Em 1984 realizou a troca dos motores PW para o CFM e atualizou a nomenclatura.

A partir dai começou a revezar com a Evergreen International, com intervalo de um ano para cada companhia. A partir de 1985 passou a voar como N816EV, como permaneceu até operar pela TNT Express em 1992. 

Sky Bus Cargo

Foto: Sky Bus Cargo

Em 1994 com a matrícula N807DH passou a operar pela UPS, e com a mesma matrícula operou pela DHL Airways e Astar Air Cargo. Em 2013 foi repassado para a Skybus Cargo Charters.

A partir de abril de 2013 recebeu o registro peruano OB-2059-P e revezou operações com a Peruvian. No mesmo ano ainda operou pela australiana Heavylift Cargo e retornou para a Skybus em 2015.

Em 2016 também quase veio operar no Brasil pela Brascoota, mas o acordo não seguiu em diante e aeronave voltou a voar para a empresa peruana onde permanece até os dias atuais. 

DC-8-62(F) da Trans Air Cargo

Um pouco mais velho do que o avião citado a cima, o Douglas DC-8-62(F) de matrícula 9S-AJG está voando por 53,2 anos. Entregue originalmente como avião de passageiros em 1969 para a United como N8974U, a aeronave ainda voou transportando passageiros por mais quatro empresas antes de ser convertido.

A conversão deste DC-8 aconteceu em 1991 quando operava pela Rich International Airways ainda utilizando a matrícula da United. Sua jornada pelos EUA se encerrou em 2005, quando foi repassado para a African International Airways como 3D-AJG e logo depois ZS-POL.

Trans Air Cargo

Foto: pieter van heerden / Planespotters

Ainda voando pelo continente africano, a aeronave seguiu para a Trans Air Cargo sua atual operadora em 2007, chegou e recebeu a matrícula 9Q-CJG. Dez anos depois o avião continuou operando para a empresa do Congo mas mudou sua matrícula para 9S-AJG. O DC-8-62(F) da Trans Air Cargo opera com quatro motores Pratt & Whitney.

DC-8-73(CF) da Trans Air Cargo

A Trans Air Cargo do Congo ainda possui outro DC-8 em sua frota, este é um pouco mais novo. Este avião deveria ter sido entregue em 1971 para a Airlift International, mas acabou sendo entregue para a World Airways dos EUA, a aeronave chegou com a matrícula N801WA.

Durante um breve período voou em regime de leasing para a Icelandair com a mesma matrícula. Em 1982 foi emprestado para a também norte-americana Overseas National Airways (ONA) e no ano seguinte para a Capitol Air também dos EUA.

Ainda em 1983 foi emprestado para a venezuelana VIASA, que voou o Douglas DC-8 até meados de 1984. Novamente o avião foi repassado para Emery Worldwide e passou pelo mesmo processo do primeiro avião citado na matéria, foi convertido em cargueiro e os motores que eram Pratt & Whitney agora eram CFM.

Com a nomenclatura DC-8-73(CF) ainda voou com a matrícula N801WA até em 1991 quando foi repassado para a DHL Airways e recebeu uma nova matrícula, N961R. Em 1999 voltou novamente para a Emery e em 2002 foi repassado para a espanhola Cygnus Air e passou a voar com a matrícula EC-IGZ.

Ao final de 2009, o avião deixou de voar e ficou estocado por dois anos, até ser reativado pela Trans Air Cargo que operou o avião sob a matrícula 3X-GHH. Em 2013 a aeronave quase veio para o Brasil operar pela Brascoota, porém nunca chegou a vir para o país mesmo com a matrícula reservada PR-PFS.

Sem acordo com a companhia brasileira, o avião então voltou a voar com a companhia do Congo e em 2019 recebeu sua nova matrícula, 9S-AJO. Sua idade atual é de 52,4 anos, apesar de ter voado 50,8 anos.

DC-8-73 ‘Kombi’ da Samaritan’s Purse

Talvez o único Douglas DC-8 ainda em operação transportando passageiros, o avião da Samaritan’s Purse dos EUA opera transportando passageiros e cargas com a matrícula N728SP.

Entregue originalmente para a Finnair como OH-LFR em 1969, o avião transportava 130 passageiros em uma parte e na outra apenas cargas, como uma versão ‘Kombi’. A aeronave foi entregue com os motores PW mas em 1981 assim que repassado para a Força Aérea Francesa foi atualizado com motores CFM.

Douglas DC-8 Samaritan's Purse

Foto: Samaritan’s Purse

O quadrijato permaneceu operando para a França por 24 anos, e em 2005 foi repassado para a Air Transport International dos EUA. A configuração era para 32 passageiros mais a carga.

Em março de 2015 ainda com a mesma configuração, Douglas DC-8 foi repassado para a Samaritan’s Purse, tendo operado duas matrículas, N721CX e N782SP atualmente.

DC-8-73 da NASA

Douglas DC-8 NASA

Foto: Eric James / Via WIkimedia

A NASA ainda possui um clássico Douglas DC-8 em plena operação, trata-se do N817NA que foi entregue originalmente para a Alitalia como I-DIWK e com motores PW em 1969.

Dez anos depois em 1979 foi repassado para a Braniff International Airways dos EUA e recebeu a matrícula N801BN. Alguns anos depois foi operar pela Quiet Nacelle Corporation por onde voou apenas dois anos até ser comprado pela NASA em 1986.

Desde então ficou a serviço da agência espacial americana, porém operou outras matrículas como N436NA até a atual N817NA.

NASA e Samaritan's

NASA and Samaritan’s Purse Douglas DC-8 aircrafts met on the ramp in front of NASA’s Armstrong Flight Research Center Building 703.

 

 

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.