CN-235 Patrulha Marítima EUA Malásia
O primeiro de três CN-235 ISR da RMAF, convertidos pela Marinha dos EUA. Foto: NAVAIR.

A Marinha dos EUA entregou o primeiro CASA CN-235 convertido para missões de patrulha marítima à Força Aérea Real Malaia (RMAF). A conversão da aeronave de transporte para missões especializadas foi financiada pelos Estados Unidos. 

De acordo com o Comando de Sistemas Aeronavais (NAVAIR) da US Navy, o esforço foi facilitado pelo programa Building Partner Capacity, alinhado com a Iniciativa de Segurança Marítima dos EUA, que visa ajudar o governo da Malásia a aumentar a segurança marítima e a conscientização do domínio marítimo dentro da Zona Econômica Exclusiva da Malásia.

O primeiro de três CN-235 de patrulha da RMAF foi transferido cerca de três anos e meio depois que os EUA assinaram a Carta de Oferta e Aceitação do projeto. Segundo o comunicado, o projeto de conversão da aeronave de carga para Inteligência, Vigilância e Reconhecimento (ISR) foi realizado pela RMAF em cooperação com o Gabinete de Cooperação de Segurança do NAVAIR e a Divisão de Aeronaves do Naval Air Warfare Center (NAWCAD) AIRWorks.

A atualização inclui um conjunto não especificado de missão de vigilância marítima, radar de vigilância marítima, uma torre infravermelha eletro-óptica, datalink de linha de visão e uma estação do operador do sistema de missão do tipo roll-on/roll-off. Estações terrestres móveis e fixas compatíveis também estão sendo fornecidas para aumentar a capacidade ISR da RMAF.

Malásia já tem uma frota de sete CN-235 atualizados para patrulha marítima. Foto: Andras Kisgergely / Airliners.net

“Nossa equipe internacional coletiva superou enormes desafios durante a recente pandemia mundial para fornecer essa capacidade. Estamos empolgados em entregar esta primeira aeronave”, disse Gerald Swift, que lidera o AIRWorks, o escritório do NAWCAD focado em fornecer capacidade de combate rápida e eficaz para atender às necessidades imediatas e emergentes dos combatentes.

O primeiro CN-235 (fabricado sob licença na Indonésia pela Perseroan Terbatas Dirgantara Indonesia) foi testado em setembro de 2020, em meio às restrições da pandemia de COVID-19. O primeiro voo da aeronave atualizada foi em outubro do ano seguinte. A Marinha espera concluir a modernização das duas aeronaves restantes ainda em 2022. 

Os CN-235 de patrulha marítima serão operados pelo No. 1 Squadron da RMAF da Base Aérea de Kuching. A unidade já opera outros sete CN-235, também convertidos para a função. A Malásia também já tem três King Air B200T para patrulha, além de já ter empregado o cargueiro C-130H na mesma missão. Os Hércules, no entanto, careciam de sistemas especializados para a função.

Além dos novos CN-235, a Malásia aguarda a entrega de drones Boeing ScanEagle para a Marinha. 

Com informações de NAVAIR e Defense News.