O eclipse da última sexta-feira teve algo extra de atenção além do fenômeno em si. Marte brilhava como uma estrela forte ao lado da Lua, tomando o enquadro de várias fotos tiradas pelas pessoas.

O brilho forte do planeta tem uma causa, Marte está se aproximando da Terra mais do que nos outros anos, a menor distância será alcançada na terça-feira (31/07), quando o planeta vermelho terá uma distância de 55,6 milhões de quilômetros da Terra.

Essa distância é derivada de um movimento natural dos planetas, agora os dois estão exatamente alinhados, algo que só acontece a cada 15 anos, fora isso Marte e a Terra se aproximam a cada dois anos, mas a órbita irregular do planeta vermelho impede que um alinhamento ocorra com muita precisão.

Isso quer dizer que os dois planetas sempre se encontram no periélio da sua órbita ao redor do sol a cada 15 anos.

Enquanto isso a NASA está mobilizando o telescópio espacial Hubble para fazer fotos em alta definição de Marte, aproveitando a baixa distância para captar o máximo de detalhes do planeta.

Saturno, que também está no alinhamento, está sendo fotografado pelo Hubble, rendendo essa belíssima foto.

Esta não será a vez que a NASA enviou algo para o planeta vermelho, mas a agência promete uma tripulação para 2033, quando esse tipo de alinhamento vai ocorrer novamente.