À medida que a data de lançamento de Top Gun: Maverick vai se aproximando, mais novidades sobre a trama do novo longa-metragem de Tom Cruise vão surgindo. Hoje (26) a Paramount, produtora do filme, apresentou os primeiros 13 minutos do filme para convidados na convenção CinemaCon 2021, bem como um novo trailer. 

Infelizmente, o novo trailer ainda não foi divulgado e, até o momento, também não há imagens ou gravações dos primeiros momentos do filme. No entanto, sites especializados na 7ª Arte já deixaram novidades bastante reveladoras obre o filme. Já deixamos aqui o nosso *SPOILER ALERT* aos leitores. 

Segundo relatos dos portais Cinema Blend, The Wrap e Deadline, a abertura do filme é similar a do longa original de 1986, com um texto falando sobre a Escola de Armas de Caça da Marinha, a famosa Top Gun, depois mostrando a movimentação e decolagem de caças em um porta-aviões com o nascer do sol, fazendo um grande “fan service” e uma justa homenagem a Tony Scott, diretor do primeiro Top Gun e de outros sucessos como Days of Thunder, Maré Vermelha Um Tira da Pesada II. 

No fundo musical, a clássica Danger Zone, de Kenny Logins. O músico já havia confirmado que faria uma nova versão da canção para o novo filme. Hans Zimmer também está envolvido na produção musical de Top Gun: Maverick.

Em seguida a sequência muda, mostrando o “herói” do longa, Pete ‘Maverick” Mitchell (Cruise) em seu hangar no Deserto do Mojave, trabalhando em uma “aeronave antiga”. Esta provavelmente deve ser o P-51 Mustang já visto nos trailers. Interessante ressaltar que o Mustang pertence ao próprio Tom Cruise. 

Maverick tira a cobertura de sua moto Kawasaki, olha o calendário com os dizeres “Mach 9” e parte com o veículo para uma base secreta. Chegando lá, o piloto é informado que o teste com a aeronave hipersônica foi cancelado. O governo quer Mach 10 e enviou um Almirante (Ed Harris) para supervisionar o desligamento, ao que Maverick responde: “Ele ainda não chegou”. 

Mav e a equipe preparam a aeronave para a operação. “Tudo bem, querida. Uma última volta”, diz ele. A aeronave decola em altíssima velocidade, passando por cima do oficial-general, como também foi visto no trailer. As cenas vão alternando entre o cockpit da aeronave e a sala de controle da missão, com o jato acelerando cada vez mais. A aeronave começa a superaquecer, Maverick chega à Mach 10. “Ele é o homem mais rápido do mundo”, diz um dos militares. Não satisfeito, Mav vai além e atinge Mach 10.3, mas o avião se desintegra e ele é forçado a ejetar.

Tudo escurece, mas Maverick logo reaparece. Sujo e empoeirado, ele entra em um bar no meio do deserto. Todos observam o piloto que caminha em direção a uma mesa e toma um copo d’água. Ao perguntar “onde estou”, um garotinho responde ao piloto: “Terra”. 

Os relatos dos primeiros 13 a 15 minutos de filme confirmam o que já se esperava. Maverick realmente está atuando como um piloto de testes. O portal Deadline também afirma que, na trama, a Top Gun está para ser fechada pela Marinha, enquanto que no trailer mostrado aos convidados, o personagem interpretado por Jon Hamm dá uma segunda chance para Maverick à pedido do seu “rival” do primeiro filme: Tom ‘Iceman’ Kazansky. 

O filme também conta com Jennifer Connelly interpretando Penny Benjamin como o par romântico de Mav. Penny é mencionada no início de Top Gun: Ases Indomáveis na cena em que Maverick e seu RIO Nick ‘Goose’ Bradshaw são repreendidos pelo capitão do porta-aviões USS Enterprise. Maverick teria uma passagem baixa em alta velocidade sobre Penny, filha de um almirante. 

Miles Teller faz o papel do Tenente Bradley ‘Rooster’ Bradshaw, o filho do falecido Goose. Já se sabe que a tensão entre Maverick e Rooster será grande. Glen Powell, Monica Barbaro e Lewis Pullman também fazem parte do elenco do filme mais aguardado pelos fanáticos por aviação. 

Miles Teller fará o papel de Rooster, o filho de Goose. Foto: Paramount.

Junto dos atores, o filme também será protagonizado pelo Boeing F/A-18E/F Super Hornet e o famoso Grumman F-14 Tomcat. O clássico caça de asas de geometria variável foi uma das principais atrações do filme de 1986 e a Paramount trouxe ele de volta para a sequência. Como o modelo foi aposentado do serviço com a US Navy em 2006, a produtora “pegou emprestado” o F-14A Tomcat de matrícula 159631 que estava preservado no Museu Aeroespacial de San Diego. Ao que tudo indica, o modelo aparecerá no filme com a facção inimiga. 

Infelizmente, ainda temos que esperar até o dia 19 de novembro para vibrar com Maverick e os caças da Marinha dos EUA no cinema. Até lá, vamos criando ansiedade ao rever os trailers e teasers já divulgados pela Paramount. Feel the need! 

DEIXE UMA RESPOSTA