Morre Joe Clark, designer pioneiro e criador de winglets para aviões Boeing

Foto: API

Joe Clark, pioneiro da aviação e co-fundador da Aviation Partners (API), fabricante de winglets usados ​​em muitas aeronaves comerciais, faleceu no último dia 30 de março, ele tinha 78 anos.

A API de Seattle diz que Clark era apaixonado por aviação. “Quando Joe tirou a jaqueta, você quase esperava que as penas caíssem”, diz o vice-presidente da empresa, Gary Dunn. “O céu era seu lugar feliz. Estar no local, vender produtos legais para melhorar o desempenho das aeronaves foi outro. Ele poderia falar de aviões e eficiência para sempre.”

Clark nasceu em Calgary, no Canadá, em 9 de setembro de 1941, mas se mudou para Seattle antes de completar um mês de idade.

Sua paixão pela aviação começou com aulas de voo na faculdade e uma viagem às Reno Air Races de 1964, com seu amigo Clay Lacy, fundador de um dos mais antigos prestadores de serviços de aeronaves executivas nos EUA, a bordo de um jato executivo leve, do modelo Learjet 23.

Clark disse que o evento mudou sua trajetória de carreira. “A partir de então, fiquei bloqueado no céu”.  

Dois anos depois, Clark fundou a Jet Air, a primeira concessionária Learjet no noroeste, e em 1981 co-fundou a transportadora regional Horizon Air, que mais tarde se tornou parte da Alaska Airlines e Avstar.

Clark co-fundou a Aviation Partners em 1991, com o amigo de longa data Dennis Washington. Eles contrataram “uma equipe de elite de aerodinâmica”, disse a API, comercializando um retrofit de asas combinadas do Gulfstream II. Isso marcou o primeiro de muitos programas de retrofit para a instalação de winglets aprovados pela Administração Federal de Aviação (FAA) para API. 


Boeing 737 da GOL com winglets originalmente projetadas para o 737 NG.

Em 1997, uma amizade com o presidente da Boeing Business Jets, Borge Boeskov, levou os winglets a se tornarem padrão no Boeing 737, e abriu caminho para a joint-venture Aviation Partners Boeing, que desenvolveu com sucesso winglets para o 737NG, entre outros programas.

Os winglets estão agora instalados em mais de 10000 aeronaves comerciais, incluindo o Dassault Falcon 50, 900 e 2000; Hawker 800 e 800XP; BBJ, 737, 757 e 767.

Clark “fervorosamente” acreditava que a aviação poderia ser um modelo de inovação focado em sustentabilidade e menor consumo de combustível. Um sistema de winglets pode reduzir até 5% o consumo de um 737 NG, e até 8% o consumo de um 737 MAX, com suas novas winglets evoluídas.

Boeing 737-500 da Sideral, equipado com Winglets, instalados após a compra da aeronave através de ‘retrofit’.

A empresa credita seus projetos de winglet por uma economia de bilhões de galões de na indústria da aviação, resultando em uma redução global nas emissões de CO2 na ordem de milhões de toneladas.

“Joe encontrou uma alegria extraordinária em todas as coisas da aviação”, diz Ed Bolen, presidente da National Business Aviation Association.

“Seu legado ficará visível por muito tempo em milhares de aeronaves comerciais equipadas com seus winglets para aumentar o desempenho e a eficiência, além de reduzir as emissões de carbono.”

“Embora Joe tenha nos deixado cedo demais, sua visão, paixão e humanidade continuarão a levar nossa indústria mais longe e a fazê-lo de maneira mais sustentável”. 

DEIXE UMA RESPOSTA