No final da década, Airbus ultrapassa Boeing na popularidade de suas aeronaves

Foto - Bill Larkins

Dados revelados recentemente pela consultoria de aviação OAG apontam que a Airbus está começando a dominar o mercado de aviação, com seus aviões se destacando em número de minutos voados e voos programados.

A Airbus conseguiu um aumento no destaque das suas aeronaves nas operações das companhias aéreas, nesta década, e você pode conferir mais sobre essa ascensão da fabricante europeia abaixo.

Tabelas de TOP 10:

Tipo  Voos Programados 
Família Airbus A320                12.752.758
Família Boeing 737                10.478.659
Embraer 170/195                  2.609.361
Bombardier CRJ                  2.196.217
ATR42 / 72                  1.708.257
Traço 8                  1.162.008
Boeing 777                     859.337
Embraer 135/140/145                     840.347
Airbus A330                     823.638
Cessna                     788.761

 

Tipo de avião  Tempo de voo (minutos)
Família Airbus A320          1.772.333.624
Família Boeing 737          1.507.650.968
Boeing 777              356.503.016
Embraer 170/195              281.601.340
Airbus A330              262.570.358
Boeing 787              236.694.903
Bombardier CRJ              212.808.560
ATR 42/72              111.809.512
Boeing 757                89.495.712
Airbus A350                85.341.536

 

No campo dos Narrowbody

Airbus deve produzir pelo menos 6000 aviões da família A320neo na próxima década, e já lançou o A321XLR como substituto do Boeing 757.

Em 2010, o Boeing 737 ainda estava no topo do ranking de aeronaves comerciais com base no número de voos programados e realizados.

Com 7.533.126 voos de passageiros, o Boeing 737 liderou o ranking, à frente da família Airbus A320 (incluindo também o A318, A319 e A321), que acumulou 6.577.349 voos em comparação.

Assim como hoje, o Boeing 737 e o Airbus A320 compunham a grande maioria dos voos de passageiros em geral. O terceiro colocado em 2010 foi o Canadair Regional Jet (CRJ), que tinha apenas 2.676.118 voos de passageiros em comparação.


Em 10 anos o cenário da aviação mudou bastante. Com o sucesso do A320neo, e as melhorias no antigo A320ceo, agora a família de aviões A320 lidera o ranking, com o Boeing 737 em segundo lugar.

Em 2019, a família de aviões Airbus A320 registrou 12.762.758 voos de passageiros. Já o Boeing 737 teve 10.478.659 voos em 2019.

Em 2010, a imagem das horas de voo por tipo era semelhante. O Boeing 737 foi o líder de mercado com 921.308.722 minutos de tempo de voo. Enquanto isso, a família Airbus A320 ficou em segundo lugar, com 853.238.299 minutos de tempo de vôo.

Aviões A320 da Airbus já são encontrados com muita facilidade em diversos aeroportos de todo o planeta.

Avançando para 2019, a família Airbus A320 também ultrapassou o Boeing 737 em termos de tempo de voo.

Com 1.772.333.624 minutos no ar, a família de aviões Airbus A320 está novamente posicionada acima do Boeing 737, que possui um total de 1.507.650.968 minutos de voo.

O Boeing 737 é o avião de passageiros mais popular da história, entrando em serviço em 1967. Desde então, mais de 10.500 foram produzidos, mas muitos da família Classic e Original já estão aposentados, e os novos MAX ficaram boa parte de 2019 impedidos de voar.

Em comparação, o A320, não entrou em serviço até 1988. Com pouco mais de 10000 unidades produzidas, o Airbus A320 ainda está atrás do Boeing 737.

 

Aviões maiores – Widebody

Foto Boeing/Divulgação

Mesmo com a aposentadoria de diversos aviões como o Boeing 747 e o 767, a Boeing ainda continua forte devido ao sucesso anterior da família Boeing 777, e as entregas expressivas do 787 Dreamliner nesta década.

Isso permitiu que no campo dos widebody a Boeing fique na liderança em números de voos e horas voadas, com seus widebody, em relação a Airbus que tem como destaque o A330ceo/neo e o A350XWB, que iniciou suas primeiras entregas em 2015.

Na tabela dos voos programados o Airbus A330 é o único wide da Airbus que aparece no top 10, já na tabela de minutos em voo a Airbus tem destaque com o A350 e o A330.

Na próxima década vamos ter um aumento do protagonismo da Airbus no campo dos aviões widebody, mas este não deve superar a Boeing, que ainda tem aviões Boeing 787 na carteira de pedidos que serão entregues, e vários do modelo 777 em atividade, enquanto a Airbus encontra dificuldades para achar novas encomendas para o A330neo, e vai enfrentar na próxima década a aposentadoria do A380 em várias companhias.

 

Via – View From The Wing