RQ-4 NATO- (Crédito da imagem: OR-7 Christian Timmig

A Northrop Grumman Corporation transportou com sucesso o primeiro dos cinco aviões de vigilância terrestre da OTAN da Aliança da OTAN, através de um voo transatlântico sem escalas e de 22 horas.

A primeira aeronave decolou na quarta-feira, 20 de novembro, de Palmdale, Califórnia, e aterrissou aproximadamente 22 horas depois, em 21 de novembro, na Base Aérea de Sigonella, em Sigonella, na Itália.

“A Northrop Grumman se orgulha de apoiar a OTAN em sua missão de proteger e defender a segurança global, mantendo uma posição de dissuasão coletiva para a Aliança”, disse Brian Chappel, vice-presidente e gerente geral de sistemas autônomos da Northrop Grumman. “As missões da OTAN serão aprimoradas pela capacidade estratégica de vigilância que a NATO AGS fornece.”

A aeronave NATO AGS RQ-4D baseia-se na vigilância de área ampla da Força Aérea dos EUA, Global Hawk. Foi adaptado exclusivamente aos requisitos da OTAN e fornecerá inteligência de ponta, capacidade de vigilância e reconhecimento da OTAN. Isso inclui a proteção de tropas terrestres, populações civis e fronteiras internacionais em tempos de paz, tempos de conflito e missões humanitárias durante desastres naturais.

Os segmentos de aeronaves, solo e suporte, juntamente com as tecnologias avançadas de sensores, incluindo o radar do Programa de Inserção de Tecnologia de Radar Multiplataforma, compõem o sistema NATS AGS.

A aeronave da OTAN AGS atendeu aos rigorosos padrões exigidos para o primeiro veículo aéreo não tripulado de grande porte, certificação de tipo militar, aprovado pela Direção Italiana de Armamentos Aeronáuticos e Aeronavegabilidade (DAAA).

Empresas de todos os países membros da OTAN, incluindo Leonardo, Airbus e Kongsberg, compõem a equipe da indústria liderada pela Northrop Grumman que desenvolveu a capacidade da OTAN AGS.


 

Fonte: Northrop Grumman