A Corrida Espacial foi um dos pontos marcantes da Guerra Fria, a busca pelo espaço naquela época era frenética. Mas poderia surgir uma Nova Corrida Espacial surgir?

A Amazon, do empresário Jeff Bezos, foi autorizada pela Comissão Federal de Comunicações a dar prosseguimento ao Projeto Kuiper, que visa lançar cerca de 3.236 satélites na baixa órbita terrestre para fornecer internet em nível global.

Após dada a autorização do FCC, a Amazon anunciou que “investirá mais de US $ 10 bilhões” no Projeto Kuiper, disse o site CNBC.

Elon Musk e Jeff Bezos- Foto: Autor desconhecido

De acordo com o FCC a Amazon precisa lançar os 3.236 satélites até 2026, para que outros possam ser lançados.

O Projeto Kuiper é a resposta de Jeff Bezos ao Starlink, de Elon Musk. Ambos projetos tem a mesma finalidade, fornecer internet de alta velocidade em nível global, para isso é preciso lançar muito satélites.

A Starlink, tem a meta de lançar 12.000 satélites para a óbita baixa terrestre. Já a Amazon não deve ficar hoje disso para que consiga cumprir a meta. Atualmente já foram lançados ao espaço 540 starlinks.

“Concluímos que a concessão do aplicativo Kuiper aumentaria o interesse público ao autorizar um sistema projetado para aumentar a disponibilidade de serviços de banda larga de alta velocidade para consumidores, governo e empresas”, disse a secretária da FCC Marlene Dortch em seu pedido de autorização.


Como sabemos a Starlink, é do Elon Musk, o mesmo proprietário da SpaceX, que já lança os Starlinks em seus foguetes reutilizavéis Falcon 9.

Já Jeff Bezos, é proprietário da Blue Origin, que já está desenvolvendo seus foguetes, que também podem ser reutilizaveis.

Desvantagens dos Projetos:

Contudo, não são apenas boas notícias em relação aos dois projetos. Serão muito satélites lançados e isso a longo prazo pode atrapalhar outros lançamentos e ter a possibilidade de colisão entre satélites.

Entretanto, não é apneas isso que é preocupante, outro problema é discutido por vários astronomos que alegam que a quantidade crescente de satélites atrapalha as vizualizações dos observatórios terrestres e tais reclamações já estão acontecendo por causa dos Starlinks.

Demais projetos da Blue Origin:

A Blue Origin está atrasada em relação a SpaceX no âmbito de número foguetes já lançados.

Mas a empresa segue confiante em seus projetos espaciais, inclusive em caráter tripulado, é o caso da cápsula New Shepard projetada para voos suborbitais, que já foi enviada ao espaço.

Entretanto, faltam mais alguns testes para que comecem os voos tripuldos e a Blue Origin adentre nessa Nova Corrida Espacial.

 

DEIXE UMA RESPOSTA