Foto - Divulgação/Infraero

As obras de revitalização na pista de pousos e decolagens do Aeroporto Ten. Cel. Aviador César Bombonato, em Uberlândia (MG), foram concluídas. No total, foram investidos R$ 7,14 milhões para a melhoria do pavimento.

O evento, realizado nesta sexta-feira (03/05), contou com a presença do secretário nacional de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura, Ronei Glanzmann, e da presidente da Infraero, Martha Seillier.

Para o secretário, as obras e as reformas feitas no aeroporto vão proporcionar mais segurança aos passageiros e vai atrair novos voos para a região.

“A região de Uberlândia é muito importante economicamente e também para a aviação regional. Estamos trabalhando para melhorar o aeroporto tanto para o transporte de passageiro quanto para o de cargas”, disse Ronei.

Segundo Glanzmann, existe um processo para regulamentação do Terminal de Cargas do aeroporto, para sua efetiva implantação, a ser anunciada em breve pelo Governo Federal.

De acordo com a Infraero, foram feitos o recapeamento total do pavimento, correção parcial da geometria, recuperação das condições funcionais da pista e a implantação de grooving – ranhuras na pista que impedem que se formem poças de água, além de facilitar o escoamento em períodos chuvosos.

Para a presidente da estatal, a entrega da obra da pista de pouso e decolagem tornou a operação no aeroporto mais segura, moderna e em condições de operar aeronaves ainda maiores.

“Além da obra, anunciamos a ampliação do terminal de passageiros, que já está licitada, e esperamos assinar a ordem de serviço ainda no fim do mês de mai. Isso vai ampliar em 70% o terminal, dando mais conforto aos usuários”, falou Seillier.

Atualmente, o Aeroporto de Uberlândia atende a 2,4 milhões de passageiros por ano. Em 2018, o terminal uberlandense movimentou mais de um milhão de pessoas. Em média, são 42 voos diários, realizados pela Azul, GOL, Latam e Passaredo, com rotas para Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Goiânia (GO), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), além de Porto Seguro (BA) e Recife (PE), nos finais de semana.

 

Via – Ministério da Infraestrutura