EsqdHU-1 realiza exercício de pick-up a bordo do NAM “Atlântico”- Foto: MB
No dia 25 de março, quarto dia da Comissão “ADEREX-Aeronaval”, os militares da Marinha do Brasil e os meios da Esquadra seguem em constante evolução do nível de adestramento, em particular do binômio navio x aeronave.
 
Durante a “ADEREX” é possível empregar os meios e militares em atividades reais, como: esclarecimento dos navios mercantes, plataformas, eventuais poluições hídricas e destroços em águas jurisdicionais brasileiras, além de exercícios de pick-up e VERTREP, que futuramente podem ser empregados no transporte de armamento, gêneros alimentícios e hospitalares.
 
O Comando da Força Aeronaval participa da operação com o emprego de cinco Esquadrões, sendo eles: 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral (EsqdHU-1), 2º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral, 1º Esquadrão de Helicópteros Antissubmarino (EsqdHS-1), 1º Esquadrão de Esclarecimento e Ataque e o 1º Esquadrão de Aviões de Interceptação e Ataque, e o Comando da Força de Superfície com os meios: Navio-Aeródromo Multipropósito (NAM) “Atlântico” e as Fragatas  “União” e  “Independência”.
 
EsqdHS-1 durante esclarecimento na região de Cabo Frio (RJ)- Foto: MB

 

Fonte: Marinha do Brasil