OTAN macedônia do norte
Radmila Šekerinska, a Ministra da Defesa da Macedônia do Norte e o Tenente-General Fernando de la Cruz Caravaca, Comandante do Centro Combinado de Operações Aéreas da OTAN Torrejon. Foto: OTAN.

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) vai realizar o policiamento do espaço aéreo da República da Macedônia do Norte. Uma cerimônia realizada na quinta-feira (09) em Skopje marcou a inclusão oficial do país no sistema de policiamento aéreo da aliança militar liderada pelos Estados Unidos. 

O evento simbólico foi realizado no Aeroporto de Skopje, promovendo o início do policiamento aéreo da OTAN no país. Dois caças F-16 da Força Aérea Helênica executaram uma interceptação simulada de um Learjet do governo da Macedônia do Norte.

A Ministra da Defesa Radmila Shekerinska Jankovska e representante da OTAN, Tenente General De La Cruz, Comandante do Centro Combinado de Operações Aéreas da OTAN em Torrejón, Espanha, e o Chefe da Força Aérea Tática Helênica, Tenente General Themistokles Bouroliass, assistiram como os caças escoltaram o Learjet para o aeroporto de Skopje. 

“A OTAN protege, a OTAN une e a OTAN fortalece, vemos hoje o que estes três objetivos básicos da Aliança significam na realidade”, disse a Ministra Radmila. “Com a adesão à OTAN, a Macedônia do Norte, como o 30º membro da aliança político-militar mais poderosa, está mais forte e mais protegida.”

Um E-3A Sentry também realizou um sobrevoo cerimônia, fornecendo um símbolo visual do compromisso da Aliança para com todos os seus países membros.
 
A consciência situacional aprimorada fornecida pelo E-3A juntamente com caças aliados como, os F-16 da Força Aérea Helênica, contribuem para a missão 24 horas por dia, 7 dias por semana, garantindo a integridade e proteção do espaço aéreo dos Aliados, diz o Comando Aéreo da OTAN
 
O Centro de Operações Aéreas Combinadas (CAOC) em Torrejón, Espanha, trabalha com todos os Aliados ao sul dos Alpes e controla a missão de Policiamento Aéreo, incluindo acima da República da Macedônia do Norte. 
 
F-16 OTAN Macedônia do Norte
Foto: OTAN.

Operando a partir de suas bases na Grécia, a Força Aérea Helênica conduzirá a missão de Policiamento Aéreo na Macedônia do Norte, garantindo um padrão único de segurança do espaço aéreo dentro da área de responsabilidade do Comandante Supremo Aliado na Europa.

Por meio de seus dois CAOC em Torrejón, Espanha, e Uedem, Alemanha, o Comando Aéreo Aliado supervisiona as medidas coletivas duradouras de salvaguarda dos céus acima dos Aliados europeus.

“O policiamento aéreo da OTAN é uma parte vital da defesa coletiva, que serve de espinha dorsal para a Aliança”, disse o General De La Cruz. “As aeronaves que você vê aqui hoje são apenas um exemplo daquelas que permanecem vigilantes em toda a Aliança 24 horas por dia, 7 dias por semana, para manter a segurança de nosso espaço aéreo. Espero que a Macedônia do Norte sinta o apoio de todas as nações aliadas, agora que foi oficialmente integrada ao esta missão coletiva.”

A Macedônia do Norte tem sido um parceiro confiável da OTAN por mais de duas décadas antes de ingressar na Aliança, fornecendo contribuições para as operações e missões lideradas pela OTAN, União Europeia e ONU.

Em 2020, solidificou ainda mais o seu compromisso com a estabilidade e segurança da região dos Balcãs, contribuindo com tropas para a missão KFOR da OTAN no Kosovo. Antes da integração final no sistema de Policiamento Aéreo da OTAN, desde a sua adesão à OTAN em março de 2020, a missão de Policiamento Aéreo sobre a República da Macedônia do Norte foi executada pela Força Aérea Helênica sob um acordo bilateral.

DEIXE UMA RESPOSTA