Aeroporto Chicago EUA
Foto: Nicola

Segundo o NBC Chicago, uma passageira foi presa pela segunda vez no Aeroporto Internacional de Chicago em menos de 6 meses. Na primeira vez, a passageira que se chama Yaazmina Payton, tentou embarcar em 7 de novembro de 2020 em voo da American Airlines sem estar com um cartão de embarque.

Na ocasião ela despistou os agentes aeroportuários da empresa até chegar na inspeção de segurança, onde passou como uma passageira normal para embarcar em um voo. O motivo da tentativa de viagem da passageira de 23 anos seria ir ver um show do rapper Jay-Z em Los Angeles.

Yaazmina chegou até o portão de embarque para Los Angeles e mais uma vez conseguiu passar sem maiores problemas pelos agentes. Entretanto, a jovem foi descoberta quando estavam realizando a verificação na aeronave, assim que descoberta foi retirada do avião pela segurança.

A American Airlines considerou que a jovem estivesse viajando por outra companhia aérea e como não havia dados em seus sistemas, a empresa não relatou a polícia. Entretanto, a jovem foi ao aeroporto novamente tentar embarcar no dia seguinte.

No dia 8 de novembro, a jovem passageira tentou novamente embarcar para Los Angeles a partir do Aeroporto de O´Hare. Mais uma vez ela conseguiu passar pelas inspeções de segurança com uma certa facilidade, e também das filas para o voo.

Entretanto, mais uma vez ela foi pega dentro da aeronave e retirada. Dessa vez ela foi indiciada e levada presa, e está sob fiança até que as investigações sejam concluídas. A jovem não tinha intenções de prejudicar a vida ou as operações aéreas, entretanto, a facilidade com que ela passou no Aeroporto até chegar a aeronave levanta uma preocupação para o terminal de Chicago.

“O desafio é que as pessoas estão assistindo, e são as pessoas erradas que estão assistindo – são os terroristas, os bandidos, as pessoas que querem violar o sistema. Eles observam cuidadosamente esses tipos de incidentes, eles olham para aeroportos que têm um número maior de violações, se puderem identificá-los, ou aeroportos onde parece que a segurança não é um problema ou o pessoal de segurança está apenas sobrecarregado.” Disse Jeffrey Price, ex-diretor de segurança do Aeroporto de Denver a NBC Chicago.