Passageiro da American Airlines perde nascimento da filha ao recusar troca de classes

American Airlines

Um passageiro da American Airlines perdeu o nascimento de seu filho ao se recusar a voar na classe econômica.

Tendo reservado e pago um assento na Classe Executiva, a companhia enfrentou um problema de overbooking, e precisou alocar o passageiro na Classe Econômica.

Ele então se recusou à voar de Classe Econômica, e a American precisou alocar ele em um voo que partia no dia seguinte.

O passageiro em questão fez a sua reclamação no site FlyerTalk, alegando que queria processar a companhia, visto que perdeu o nascimento da sua filha. Ele aproveitou para pedir algumas opiniões sobre o assunto, e muitas pessoas foram contra ele abandonar o voo somente pela mudança de classes.

Veja abaixo a reclamação do passageiro “Corporate666”:

“Reservei um voo do BOS -> ORD -> NRT -> PUS há algumas semanas. Cheguei à BOS e o voo estava atrasado. Eu e vários passageiros corremos para o portão de embarque, onde me disseram que meu assento havia sido doado porque pensavam que eu não estaria novoo. Eles se ofereceram para me colocar Economy.

“Fiquei muito chateado… a senhora foi bastante rígida e disse que eles poderiam me remarcar 2 dias depois ou que eu poderia ocupar o assento na Economy… Eles me remarcaram em um voo para DFW e um voo para NRT na manhã seguinte. Eles me disseram que me colocariam em primeiro lugar o tempo todo.”


“Acabei chegando em PUS 24 horas depois do que deveria e perdi o nascimento da minha filha.”

Um outro membro do fórum disse:

“Espere – você perdeu o nascimento da sua filha porque não ocupou o lugar na Economy oferecido em um voo para o qual você apareceu tarde (entendendo que estava atrasado) e quer uma indenização de AA por atrasar um dia?”

Outros frequentadores do fórum sugeriram que ele teria uma maior razão se embarcasse na Economy, e posteriormente solicitasse à American Airlines o reembolso pela diferença de classe. De bônus o passageiro não perderia o nascimento da sua filha.

Nos posts do fórum, o homem continua explicando que tem algumas necessidades físicas que significam que um longo voo na Classe Econômica seria muito doloroso para ele.

Parece também que o nascimento de sua filha não era algo que ele sabia na época. Sem entrar em detalhes, ele diz que o nascimento aconteceu enquanto estava no ar no dia seguinte, devido a uma ’emergência médica’.

A American Airlines não pode realmente ser totalmente responsabilizada por ele ter perdido o nascimento, mas, da mesma forma, eles estão bem errados ao conceder seu assento pago na classe executiva para outra pessoa.

 

DEIXE UMA RESPOSTA