Passageiros da United podem ter tido contato com o vírus da Covid-19 em voo

Foto - Boeing

Na segunda-feira da semana passada, dia 14 de dezembro, um dos passageiros a bordo de um voo da United Airlines veio a falecer segundo relatos, vitima da Covid-19. O voo em questão era o UA591 que partiu de Orlando com destino a Los Angeles.

O voo realizou um pouso de emergência em Nova Orleans para realizar o atendimento ao passageiro. Infelizmente mesmo com a rapidez nos primeiros atendimentos e para realizar o pouso, o passageiro foi declarado morto. 

Em um comunicado emitido pela United, a companhia aérea disse que não poderia confirmar ainda se a morte do passageiro teve ligação com a Covid-19. Através das redes sociais, um outro passageiro relatou que estava apresentando sintomas após a viagem.

Ele relata que ajudou a fazer uma massagem cardiorrespiratória, na tentativa de ressuscitar o passageiro. O passageiro relatou ainda que outros dois passageiros tentaram reanimar o passageiro com problemas. 

O passageiro que relatou se chama Tony Adalpa, ele afirmou que a esposa do agora falecido passageiro, não confirmou a infecção do esposo para a Covid-19. Segundo ela, seu esposo deveria realizar o teste assim que chegassem em Los Angeles. 

Algum tempo depois ela relatou que o esposo estava com dificuldades de respirar antes de embarcar no voo em Orlando. Além da dificuldade de respirar, a falta do paladar e o olfato também foram sintomas apresentados pelo passageiro uma semana antes da viagem para Los Angeles.

Até o momento, Tony disse que não foi contatado pela United ou pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças. Por outro lado, o Centro de Prevenção entrou em contato com a United Airlines para saber detalhes do ocorrido. 


“Agora que o CDC nos contatou diretamente, estamos compartilhando as informações solicitadas com a agência para que eles possam trabalhar com as autoridades de saúde locais para realizar contato com qualquer cliente que o CDC acredita estar em risco possível exposição ou infecção.” Disse a United para a rede de TV, Fox News.

O CDC implementou um programa junto a United que rastreia possíveis contatos de passageiros com infectados. O programa consiste em colher informações de todos os passageiros que viajam com a empresa para manter um controle caso haja sintomas ou infecção em viagem.

A aeronave que realizava o voo de Orlando para Los Angeles era um Boeing 737-900, o assento do passageiro falecido foi limpo imediatamente. Mesmo com a limpeza, diversos passageiros relataram nas redes sociais que a United deveria ter trocado a aeronave. A aeronave seguiu viagem com os mesmo passageiros a bordo até o destino final.

DEIXE UMA RESPOSTA