passagens aéreas

O IBGE divulgou hoje (11/05) os dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que no total de abril teve alta de 1,06%. No ano, o IPCA acumula alta de 4,29% e, nos últimos 12 meses, de 12,13%.

Alimentação, bebidas e transportes foram os setores que tiveram maior alta de preços em abril.

No grupo Transportes (1,91%), a alta foi influenciada principalmente pelo preço dos combustíveis (3,20% e 0,25 p.p.). A gasolina subiu 2,48% e exerceu impacto de 0,17 p.p. no índice do mês. Houve altas também nos preços do etanol (8,44%), óleo diesel (4,74%) e gás veicular (0,24%).

Continua depois do anúncio

Ainda em Transportes, destacam-se as altas das passagens aéreas (9,48%) e do transporte por aplicativo (4,09%).

Vale ressaltar que publicamos duas vezes em abril e neste mês que a Petrobras impôs um reajuste de 18% e logo depois de 6,7%. De 1º de janeiro a 1º de maio, a alta chega a 48,7%, segundo dados da Petrobras compilados pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR).

O querosene é um dos principais insumos utilizados pelas companhias aéreas, e corresponde a até 45% do custo de um voo. 

Continua depois do anúncio

Para o cálculo do índice do mês, foram comparados os preços coletados entre 31 de março e 29 de abril de 2022 (referência) com os preços vigentes entre 26 de fevereiro a 30 de março de 2022 (base).

 

Via: IBGE

Continua depois do anúncio