Embraer Pelicano
Foto: Malik Earnest via Twitter

Um Embraer E175 da operadora regional Horizon Air quase teve a sua decolagem adiada, o motivo? Um pelicano decidiu tirar um descanso na taxiway do aeroporto, impedindo a passagem da aeronave no dia 22 de abril. 

Com a cena inusitada, o voo AS2179 entre o aeroporto internacional de San Diego (SAN) e Paine Field (PAE) sofreu um atraso de 15 minutos. Para contornar a situação, o comandante do Embraer que não estava acreditando na cena teve que pedir apoio para a torre de comando, que acabou enviando um veículo para que o grande pássaro aquático fosse dispersado. 

Senhor, você não vai acreditar nisso, mas não podemos taxiar por causa de um pelicano sentado aqui na taxiway. Ele não está se movendo”. 

Veja a cena abaixo:

 

Mais comum do que se imagina, as operações de um aeroporto recebem inúmeras interferências operacionais por conta de animais terrestres e pássaros no mundo todo. 

Por falar em pássaros, na maioria das vezes, estes animais acabam se chocando contra um avião no momento da decolagem e de pouso, o que é fatal para o animal e a depender do choque, pode causar grandes estragos na fuselagem de um avião. 

Com isso, a maioria dos aeroportos conta com uma equipe de fauna com profissionais especializados na vida animal (biólogos) para ajudar não só na captura desses animais na área operacional, bem como auxiliam também na criação de mecanismos para afastar e evitar que as operações sejam interrompidas.