Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

Azul

Desde o início de 2019, brasileiros têm assistido a um aumento no valor do dólar. Em julho, ele ultrapassou os R$ 4,00, chegando a R$ 4,17, e desde então tem oscilado em torno disso.

Para entender o impacto da alta nas busca dos brasileiros por viagens, o KAYAK, maior ferramenta de buscas de viagem do mundo, fez um levantamento que indica as 15 cidades que mais cresceram em buscas desde agosto. Opções domésticas são destaque:

Curitiba lidera o ranking e destinos das regiões Sul e Nordeste do país são maioria. A única cidade internacional da lista é Santiago que, por ser na América do Sul, está relacionada à tendência de procura por destinos menos dolarizados. “Com a alta do dólar, é natural que o viajante procure destinos nacionais e na América Latina, já que eles oferecem um custo do dia a dia mais acessível”, comenta Eduardo Fleury, Líder de Operações do KAYAK no Brasil.

É importante pontuar que a alta do dólar também impacta preços das passagens aéreas nacionais, já que vários dos fatores que determinam estes preços são calculados em dólar.

Para aqueles que continuam buscando viajar para o exterior, recomendamos comprar passagens com, no mínimo, três a quatro meses de antecedência da data da viagem. De acordo com o histórico do KAYAK, essa prática pode oferecer ao viajante preços bem mais em conta. Para passagens nacionais, a antecedência ideal é de um mês”, completa Fleury.

Em dúvida sobre o seu próximo destino? Use o Explore para descobrir para onde você consegue voar com o seu orçamento. Já escolheu? Ative um Alerta de Preços para receber avisos sobre oscilações e escolher a melhor data para comprar sua passagem.

 

Metodologia

A pesquisa foi feita em 11/09/2019 no KAYAK por voos de ida e volta com saída de todos os aeroportos do Brasil para todos os aeroportos do mundo. Para a tabela de crescimento, a data de viagem considerada foi de 01 de outubro de 2019 a 31 de dezembro de 2019. O período de buscas comparado foi de 9 de julho a 9 de agosto de 2019 (1 mês antes do dólar atingir 4 reais) com 10 de agosto a 10 de setembro de 2019 (1 mês com dólar acima de 4 reais).

DEIXE UMA RESPOSTA