LATAM
Airbus A350 PR-XTD da LATAM Brasil em Milão/Malpensa - ©Elisa Eterno - SEA (Imagem Ilustrativa)

Enquanto o Boeing 787 está nos últimos preparativos para ingressar na frota da LATAM, a companhia prepara a despedida da última aeronave do modelo Airbus A350.

No dia 04 de outubro o PR-XTI realizou um voo do Aeroporto de Guarulhos (São Paulo), onde estava estocado, para Victorville, na Califórnia, um conhecido local de armazenamento de longo prazo de aeronaves.

Desta forma, a única aeronave restante deste modelo atualmente no Brasil é o PR-XTD, que está estocado no Aeroporto de Guarulhos, nas proximidades do hangar de manutenção da companhia.

PR-XTD foi entregue em uma grande celebração de executivos na fábrica da Airbus em Toulouse, na França, juntamente com o primeiro A320neo da companhia. Todas as aeronaves operaram pela LATAM Brasil, atualmente nenhuma está na frota da filial brasileira.

O A350 de matrícula PR-XTD fez seu primeiro voo em agosto de 2016. A entrega para a LATAM Brasil aconteceu no mesmo mês, e alguns meses após estar na frota foi arrendado para a Qatar Airways, que operou com este avião na configuração e pintura da LATAM.

De volta para a malha da companhia no final de 2017, a aeronave operou até meados de 2020, quando foi definitivamente estocada pela queda prolongada na demanda por voos internacionais. O último voo do PR-XTD transportando passageiros foi realizado em 20 de dezembro de 2020, de Londres (LHR) para o Aeroporto de Guarulhos.

Em abril deste ano a LATAM tomou a decisão de retirar todos os Airbus A350 da sua frota, e passou a concentrar as operações com widebody utilizando somente aviões da Boeing (767,777,787). Alguns meses depois a surpresa, os chilenos decidiram transferir quatro aeronaves do modelo 787 Dreamliner para a filial brasileira.

O primeiro A350-900 chegou em 2015 na frota, ainda nas cores da TAM Brasil. Ao todo, a companhia operou na unidade brasileira com cerca de 13 aviões A350-900XWB diferentes ao longo dos últimos quase seis anos. Antes de anunciar a retirada da aeronave, 11 aviões estavam no Brasil, todos através de leasing.

DEIXE UMA RESPOSTA