Presidente Donald Trump vai proibir companhias aéreas chinesas de voarem para os EUA

Foto - Boeing

Donald Trump está planejando proibir as companhias aéreas chinesas de voar para os Estados Unidos a partir de meados de junho. A proibição seria uma retaliação à China, que ainda não permitiu à Delta e à United retomarem voos para seu país.

O presidente dos EUA não está satisfeito com os atrasos da China em conceder às empresas americanas permissão para operar voos. Segundo várias fontes, seu governo publicará hoje uma ordem proibindo as companhias chinesas de voar para os Estados Unidos a partir de 16 de junho. Provavelmente permaneceria em vigor até a CAAC permitir que as companhias americanas retornassem à China.

“O Departamento de Transporte dos EUA (Departamento), respondendo ao fracasso do Governo da República Popular da China (China) em permitir às transportadoras americanas exercerem toda a extensão do seu direito bilateral de realizar serviços aéreos regulares de passageiros de e para a China , está suspendendo as operações programadas de passageiros de todas as transportadoras chinesas de e para os Estados Unidos. Este pedido entrará em vigor em 16 de junho de 2020 ” Diz a nota oficial.

As companhias chinesas, Air China, China Southern Airlines, China Eastern Airlines, Xiamen Airlines são as empresas que operam nos EUA e estão impedidas de voar para o país.

Desde 22 de maio, os EUA exigem que as quatro transportadoras mencionadas acima registrem seus horários no DOT. Argumentou que a China estava impedindo as companhias aéreas americanas de retornarem à China. 

Atualmente, a Air China opera uma rota em triângulo que vai de Pequim a Los Angeles, de Tianjin a Pequim. Este voo está operando uma vez por semana. A China Eastern Airlines voa uma vez por semana entre Xangai e Nova York (JFK).

A Xiamen Airlines está operando aeronaves Boeing 787 em um voo semanal, entre seu hub em Xiamen (XMN) e Los Angeles.


 

DEIXE UMA RESPOSTA