Apreendido no Aeroporto de Fortaleza/CE com 1.303,99 quilos de cocaína em agosto, o Gulfstream IV de matrícula TC-GVA passará a ser utilizado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). 

A corporação recebeu a autorização da Justiça Federal do Ceará e agora passará a gerenciar a aeronave através da sua Divisão do Subcomando de Suporte Aerotático (SSA). A decisão foi  assinada pelo juiz federal Danilo Fontenele Sampaio Cunha da 11ª Vara Federal do Ceará,

Na época, a apreensão ocorreu por investigação da Polícia Federal.  A droga foi flagrada em malas. O avião decolou de Ribeirão Preto/SP e tinha como destino Bruxelas, na Bélgica.

A ACM Air, por sua vez, está com um processo aberto em tramitação, pedindo a devolução imediata do jato, alegando que não teve nenhum envolvimento com a droga apreendida dentro da sua aeronave. Além disso, a ACM Air terá que repassar à PRF todos os documentos pendentes, caso haja, para a devida operação do jato. 

DEIXE UMA RESPOSTA